Defasagem do preço da gasolina compromete investimentos da Petrobras

Por José Valter Martins de Almeida, da RC Consultores

A Petrobras estuda se desfazer de ativos também no Brasil, de forma a aumentar o programa de desinvestimento, que atualmente prevê a venda de US$ 14,8 bilhões em ativos, a maioria no exterior. A Petrobras está tendo dificuldades de negociar a venda desses ativos no exterior, em especial no Golfo do México, nos EUA, onde possui 175 blocos de exploração de petróleo.

O caixa livre da Petrobras está no nível mais baixo dos últimos anos em função do preço defasado da gasolina em relação a outros países, que vem ocorrendo desde 2010. Por falta de caixa, a Petrobras já começou a adiar ou reduzir investimentos enquadrados no plano de negócios como “em análise”. A Petrobras tem um programa total de investimentos de US$ 236,5 bilhões para o período de 2012/2016. Sem ajuste nos preços dos combustíveis, e com a política de manter os preços da gasolina dentro da média internacional comprometida, esse projeto de investimento sofrerá sério impacto.

Ed.71

Comentários

comentários

Posts relacionados

Movimento do Comércio sobe 0,4% em outubro

O Indicador Movimento do Comércio, que acompanha o desempenho das vendas no varejo em todo o Brasil, subiu 0,4% em outubro quando comparado a setembro na análise com ajuste sazonal, de acordo com os dados apurados pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Na avaliação acumulada em 12 meses (novembro de 2016…

34% dos consumidores dizem não ter controle dos ganhos e gastos

Para investigar os hábitos sobre controle orçamentário e fontes de informações sobre o tema, a Boa Vista SCPC realizou uma pesquisa inédita com aproximadamente 1200 consumidores, de todo o Brasil, e constatou que 34% dos entrevistados não controlam o quanto ganham e gastam no mês. Realizada entre os meses de maio e julho, a pesquisa…

Percentual de cheques devolvidos atinge 1,70% em outubro

O número de cheques devolvidos (segunda devolução por falta de fundos) como proporção do total de cheques movimentados[1] foi de 1,70% em outubro, registrando considerável redução em relação ao mesmo mês do ano anterior (-0,76 p.p.). Na comparação mensal, o percentual de cheques devolvidos sobre movimentados diminuiu frente ao mês de setembro (quando o nível…