Exportações brasileiras recuam 5%

Por José Valter Martins de Almeida, da RC Consultores

Relatório divulgado ontem pela Organização Mundial do Comércio – OMC – revela que as exportações brasileiras recuaram 5% em 2012. Com US$ 257 bilhões em vendas, o Brasil ficou em 22º lugar entre os maiores exportadores. O ranking é liderado pela China, EUA e Alemanha. A queda das exportações para China foi de 6% e para a Europa houve uma contração de 7,5%.  A participação do Brasil no comércio mundial recuou de 1,4% em 2011 para 1,3 no ano passado.

Entre 2005 e 2012 a média do crescimento das exportações brasileiras foi de 11%, acima da média mundial de 8%, conseqüência da alta das commodities nesse período. A dificuldade da recuperação econômica mundial tem se refletido no declínio dos preços das commodities no último ano, mostrando nossa vulnerabilidade A realidade da perda da competitividade do Brasil vai continuar se expondo. Como alertou o diretor-geral da OMC, Pascal Lamy, “a bonança não é para sempre”.

Ed.162

Comentários

comentários

Posts relacionados

34% dos consumidores dizem não ter controle dos ganhos e gastos

Para investigar os hábitos sobre controle orçamentário e fontes de informações sobre o tema, a Boa Vista SCPC realizou uma pesquisa inédita com aproximadamente 1200 consumidores, de todo o Brasil, e constatou que 34% dos entrevistados não controlam o quanto ganham e gastam no mês. Realizada entre os meses de maio e julho, a pesquisa…

Percentual de cheques devolvidos atinge 1,70% em outubro

O número de cheques devolvidos (segunda devolução por falta de fundos) como proporção do total de cheques movimentados[1] foi de 1,70% em outubro, registrando considerável redução em relação ao mesmo mês do ano anterior (-0,76 p.p.). Na comparação mensal, o percentual de cheques devolvidos sobre movimentados diminuiu frente ao mês de setembro (quando o nível…

Vendas no varejo crescem 0,5% em setembro e caem 0,6% no acumulado 12 meses

De acordo com a Pesquisa Mensal do Comércio (PMC) divulgada pelo IBGE, o volume de vendas no Varejo restrito subiu 0,5% em setembro na comparação mensal (com ajuste sazonal), enquanto na variação acumulada em 12 meses, a trajetória do indicador apresentou melhora de 1 p.p. em relação ao mês anterior, apresentando retração de apenas 0,6%….