Indústria recua novamente em abril

Por Thiago Custódio Biscuola, da RC Consultores

A produção industrial recuou 0,3% em abril frente a março na série livre de influências sazonais. Em relação a igual mês de 2013, houve queda de 5,8%, o maior declínio desde setembro de 2009. Neste ano o setor já acumula queda de 1,2% frente ao primeiro quadrimestre do ano passado. Outro indicador que demonstra a desaceleração da indústria é o crescimento acumulado nos últimos 12 meses, cuja variação em abril atingiu apenas 0,8%, contra 2,1% registrado em março.

O segmento que mais tem sofrido é o de Bens de Capital. Após o segmento apresentar sensível crescimento em 2013, este ano já acumula retração de 4,8%. As incertezas que rondam a economia em ano eleitoral contribuíram para que o Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI), medido pela Confederação Nacional das Indústrias (CNI), recuasse em maio para 48 pontos. Este é o menor nível desde janeiro 2009. O maior pessimismo já se refletiu nos investimentos, que segundo o IBGE recuaram 2,1% no primeiro trimestre. Os demais segmentos também têm sofrido, principalmente os eletro intensivos, que com o aumento da tarifa de energia tiveram severas dificuldades de manter a produção. Apesar da perda de ímpeto das importações, as vendas externas não conseguem decolar em meio a um mercado cada vez mais competitivo. Sem uma agenda politica industrial ampla que atue efetivamente no cerne do problema, o cenário para o setor será cada vez mais desafiador, não só em 2014.

Comentários

comentários

Posts relacionados

Movimento do Comércio sobe 0,4% em outubro

O Indicador Movimento do Comércio, que acompanha o desempenho das vendas no varejo em todo o Brasil, subiu 0,4% em outubro quando comparado a setembro na análise com ajuste sazonal, de acordo com os dados apurados pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Na avaliação acumulada em 12 meses (novembro de 2016…

34% dos consumidores dizem não ter controle dos ganhos e gastos

Para investigar os hábitos sobre controle orçamentário e fontes de informações sobre o tema, a Boa Vista SCPC realizou uma pesquisa inédita com aproximadamente 1200 consumidores, de todo o Brasil, e constatou que 34% dos entrevistados não controlam o quanto ganham e gastam no mês. Realizada entre os meses de maio e julho, a pesquisa…

Percentual de cheques devolvidos atinge 1,70% em outubro

O número de cheques devolvidos (segunda devolução por falta de fundos) como proporção do total de cheques movimentados[1] foi de 1,70% em outubro, registrando considerável redução em relação ao mesmo mês do ano anterior (-0,76 p.p.). Na comparação mensal, o percentual de cheques devolvidos sobre movimentados diminuiu frente ao mês de setembro (quando o nível…