MP dos portos aprovada vai na direção certa

Por José Valter Martins de Almeida, da RC Consultores

A Medida Provisória dos Portos, que moderniza as regras do setor portuário, foi finalmente aprovada após muita polêmica ao longo da última semana. Entre os principais pontos do texto aprovados temos a possibilidade da operação de cargas de terceiros por terminais privados localizados fora de portos públicos e a não obrigatoriedade de contratação de trabalhadores vinculados ao Órgão Gestor de Mão de Obra por esses terminais.

A aprovação da medida provisória é um passo importante para redução dos custos operacionais das empresas exportadoras, em especial as de produtos agrícolas. Os investimentos em terminais privados devem aumentar a capacidade para escoar as cargas. Outras transformações, como a simplificação fiscal, maior eficiência dos órgãos públicos e dos trabalhadores portuários, precisam vir para o Brasil aumentar sua competitividade.

Ed.187

Comentários

comentários

Posts relacionados

Inadimplência do consumidor cai 2,4% em novembro

A inadimplência do consumidor caiu 2,4% em novembro na avaliação mensal com ajuste sazonal, de acordo com dados nacionais da Boa Vista SCPC. Já nos valores acumulados em 12 meses (dezembro de 2016 até novembro de 2017 frente aos 12 meses antecedentes) houve retração 3,5%. Quando comparado o resultado contra o mesmo mês de 2016,…

Produção Industrial registra crescimento de 0,2% em outubro e 1,5% em 12 meses

Dados divulgados hoje pelo IBGE revelam que a Pesquisa Industrial Mensal (PIM) registrou crescimento de 0,2% em outubro, considerando a comparação mensal (série com ajuste sazonal). Considerando os últimos 12 meses, a recuperação ganhou mais consistência, uma vez que sua leitura foi de 0,4% para 1,5% entre os meses de setembro e outubro. Na comparação…

Cresce fatia dos que utilizarão o 13º salário para pagar contas de início de ano e poupar

  Dos mais de mil entrevistados pela Boa Vista SCPC, em sua pesquisa online sobre hábitos de consumo para o Natal e Fim de Ano, 75% dos respondentes afirmaram que receberão o 13º salário. Destes, 37% disseram que utilizarão a renda extra para quitar dívidas, o que representa uma queda de 19 pontos percentuais (p.p.)…