No news, bad news

Nenhuma novidade na Pesquisa Mensal do Comércio (PMC) divulgada hoje pelo IBGE. O primeiro trimestre do ano, como esperado, foi desfavorável para os comerciantes brasileiros ao apontar queda de 0,8% das vendas, frente ao mesmo período de 2014. O recuo das vendas na Páscoa, o resultado negativo da PMC no mês de fevereiro, os baixos níveis de confiança do comércio e do consumidor vêm sinalizando um novo cenário para o varejo. O mercado já pressentia um resultado ruim para o acumulado dos primeiros meses do ano.

O resultado apurado pela PMC apenas confirmou o cenário preconizado pelo indicador de Movimento do Comércio, elaborado pela Boa Vista SCPC e divulgado ainda em abril. O indicador também mostrava queda no resultado do primeiro trimestre, e mais que isto, uma retração de iguais 0,8% apontados pela PMC para o período. A desaceleração do varejo vem se intensificando à medida em que os determinantes do consumo se deterioram. O mercado de trabalho perde fôlego, o crédito encarece e se retrai e os preços não ajudam, deixando o consumidor cada vez mais precavido e menos disposto a gastar.

Os dados da PMC são de março e dois meses depois ainda notamos um fraco desempenho do comércio. A data mais importante do primeiro semestre, o Dia das Mães, principal termômetro para as vendas do ano, apresentou recuo em relação ao ano passado. Apesar de já termos nos distanciado de março, o resultado aferido pela PMC parece atual.

Comentários

comentários

Posts relacionados

Movimento do Comércio sobe 0,4% em outubro

O Indicador Movimento do Comércio, que acompanha o desempenho das vendas no varejo em todo o Brasil, subiu 0,4% em outubro quando comparado a setembro na análise com ajuste sazonal, de acordo com os dados apurados pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Na avaliação acumulada em 12 meses (novembro de 2016…

34% dos consumidores dizem não ter controle dos ganhos e gastos

Para investigar os hábitos sobre controle orçamentário e fontes de informações sobre o tema, a Boa Vista SCPC realizou uma pesquisa inédita com aproximadamente 1200 consumidores, de todo o Brasil, e constatou que 34% dos entrevistados não controlam o quanto ganham e gastam no mês. Realizada entre os meses de maio e julho, a pesquisa…

Percentual de cheques devolvidos atinge 1,70% em outubro

O número de cheques devolvidos (segunda devolução por falta de fundos) como proporção do total de cheques movimentados[1] foi de 1,70% em outubro, registrando considerável redução em relação ao mesmo mês do ano anterior (-0,76 p.p.). Na comparação mensal, o percentual de cheques devolvidos sobre movimentados diminuiu frente ao mês de setembro (quando o nível…