Petróleo tem forte queda

Por José Valter Martins de Almeida, da RC Consultores

O preço do barril de petróleo WTI fechou ontem na New York Mercantile Exchange a US$ 94,45 para entrega em maio. Uma queda de US$ 2,74. Em Londres, o barril Brent, com a mesma data de entrega baixou US$ 3,58, fechando a US$ 107,11.  O menor nível em um ano. Hoje os mercados abriram em níveis próximos ao fechamento de ontem.  O dado negativo do emprego nos EUA e, principalmente, o anúncio de que as reservas prontas de petróleo alcançaram níveis muito altos, chegando a um máximo desde julho de 1999, foram os principais responsáveis por essa queda.

A tendência do preço do petróleo, a médio prazo, ainda é incerta. Os fatores geopolíticos altistas no Irã e na Venezuela são mitigados pela precária recuperação da economia mundial, este fator baixista. Por outro lado, o afrouxamento monetário realizado pelos principais bancos centrais tem inflacionado os preços das principais commodities e diversos ativos.  O mercado de petróleo, em particular, passa por profunda mudança. A Opep acaba de divulgar que a China deverá ultrapassar os EUA como o maior importador de petróleo do mundo até 2014, reflexo do boom de óleo e gás de xisto nos EUA que está revolucionando os mercados de energia no mundo.

Ed.157

Comentários

comentários

Posts relacionados

Inadimplência do consumidor cai 2,4% em novembro

A inadimplência do consumidor caiu 2,4% em novembro na avaliação mensal com ajuste sazonal, de acordo com dados nacionais da Boa Vista SCPC. Já nos valores acumulados em 12 meses (dezembro de 2016 até novembro de 2017 frente aos 12 meses antecedentes) houve retração 3,5%. Quando comparado o resultado contra o mesmo mês de 2016,…

Produção Industrial registra crescimento de 0,2% em outubro e 1,5% em 12 meses

Dados divulgados hoje pelo IBGE revelam que a Pesquisa Industrial Mensal (PIM) registrou crescimento de 0,2% em outubro, considerando a comparação mensal (série com ajuste sazonal). Considerando os últimos 12 meses, a recuperação ganhou mais consistência, uma vez que sua leitura foi de 0,4% para 1,5% entre os meses de setembro e outubro. Na comparação…

Cresce fatia dos que utilizarão o 13º salário para pagar contas de início de ano e poupar

  Dos mais de mil entrevistados pela Boa Vista SCPC, em sua pesquisa online sobre hábitos de consumo para o Natal e Fim de Ano, 75% dos respondentes afirmaram que receberão o 13º salário. Destes, 37% disseram que utilizarão a renda extra para quitar dívidas, o que representa uma queda de 19 pontos percentuais (p.p.)…