Produção de autos deve cair 3% em 2012

Fabio Silveira, da RC Consultores

No período de Janeiro a Julho de 2012, a produção brasileira de veículos recuou 8,5% em comparação a igual período do ano passado. Tal redução deveu-se fundamentalmente à  elevação do endividamento e da inadimplência do consumidor no mercado doméstico, à  pressão dos importados e à  retração das exportações.

Estima-se que o processo atual de enfraquecimento desta indústria comece a ser revertido no 2º Semestre de 2012, por conta da: a) reativação induzida pela queda dos juros iniciada em Agosto de 2011; b) desvalorização da taxa cambial observada no 1º Semestre de 2012; e c) desoneração tributária adotada em passado recente (diminuição de IPI, encargos sobre folha de pagamentos e IOF). De todo o modo, neste ano, a produção nacional de autos deverá declinar 3% em relação a 2011, situando-se em 3,31 milhões de unidades. Espera-se por recuperação somente em 2013. Ainda assim, modesta, quando prevê-se aumento da ordem de 3,2%.

Ed.13

Comentários

comentários

Posts relacionados

Pagamento de contas diversas é o que mais pesa no bolso do consumidor

São as contas diversas que estão impossibilitando de o consumidor manter o seu fluxo de caixa organizado e o “nome limpo”, segundo pesquisa online semestral realizada pela Boa Vista SCPC para identificar o Perfil do Consumidor Inadimplente. Dos quase 4 mil respondentes, de todo o Brasil, 23% afirmaram que manter em dia o pagamento de…

Inadimplência do consumidor cai 2,4% em novembro

A inadimplência do consumidor caiu 2,4% em novembro na avaliação mensal com ajuste sazonal, de acordo com dados nacionais da Boa Vista SCPC. Já nos valores acumulados em 12 meses (dezembro de 2016 até novembro de 2017 frente aos 12 meses antecedentes) houve retração 3,5%. Quando comparado o resultado contra o mesmo mês de 2016,…

Produção Industrial registra crescimento de 0,2% em outubro e 1,5% em 12 meses

Dados divulgados hoje pelo IBGE revelam que a Pesquisa Industrial Mensal (PIM) registrou crescimento de 0,2% em outubro, considerando a comparação mensal (série com ajuste sazonal). Considerando os últimos 12 meses, a recuperação ganhou mais consistência, uma vez que sua leitura foi de 0,4% para 1,5% entre os meses de setembro e outubro. Na comparação…