Renda real do trabalhador ainda cresce

Por Marcel Caparoz, da RC Consultores

O Brasil gerou em julho apenas 11,8 mil vagas de emprego formal, segundo dados do CAGED. É o pior resultado do mercado de trabalho desde 1999 e já reflete o baixo dinamismo econômico do País. Mesmo assim, a renda real ainda registra elevação. Segundo o DIEESE, das 340 categorias que negociaram reajustes no primeiro semestre de 2014, 93,2% delas conseguiram reajuste acima da inflação. Em média, o aumento real no primeiro semestre foi de 1,54%.

No entanto, estes reajustes não garantem necessariamente um aumento do poder de compra dos trabalhadores. Itens importantes do dia a dia das famílias têm registrado inflação acumulada em 12 meses muito acima do índice oficial de preços ao consumidor (IPCA), que hoje já se encontra no teto máximo estipulado pelo Banco Central, de 6,5% a.a. A energia elétrica residencial, por exemplo, registra alta de 12,3%; aluguel residencial e condomínio, 10,2% e 7,5%, respectivamente; empregado doméstico (10,1%) e refeição fora do domicílio (9,7%) também estão muito acima do índice geral de inflação. Para as famílias em que estes itens possuem peso significativo no orçamento, a impressão é que a inflação já estourou, e por muito, o teto da meta.

Comentários

comentários

Posts relacionados

34% dos consumidores dizem não ter controle dos ganhos e gastos

Para investigar os hábitos sobre controle orçamentário e fontes de informações sobre o tema, a Boa Vista SCPC realizou uma pesquisa inédita com aproximadamente 1200 consumidores, de todo o Brasil, e constatou que 34% dos entrevistados não controlam o quanto ganham e gastam no mês. Realizada entre os meses de maio e julho, a pesquisa…

Percentual de cheques devolvidos atinge 1,70% em outubro

O número de cheques devolvidos (segunda devolução por falta de fundos) como proporção do total de cheques movimentados[1] foi de 1,70% em outubro, registrando considerável redução em relação ao mesmo mês do ano anterior (-0,76 p.p.). Na comparação mensal, o percentual de cheques devolvidos sobre movimentados diminuiu frente ao mês de setembro (quando o nível…

Vendas no varejo crescem 0,5% em setembro e caem 0,6% no acumulado 12 meses

De acordo com a Pesquisa Mensal do Comércio (PMC) divulgada pelo IBGE, o volume de vendas no Varejo restrito subiu 0,5% em setembro na comparação mensal (com ajuste sazonal), enquanto na variação acumulada em 12 meses, a trajetória do indicador apresentou melhora de 1 p.p. em relação ao mês anterior, apresentando retração de apenas 0,6%….