Setor energético permanece pressionando o Governo

Por Marcel Caparoz, da RC Consultores

 

O Governo fará nesta semana um leilão de energia com o objetivo de reduzir o custo de compra pelas distribuidoras no mercado livre. Atualmente o preço neste mercado encontra-se no seu teto máximo de R$ 822,23 MW/h, resultado da elevação da participação da energia térmica, que é mais cara, na matriz energética brasileira. O custo da energia estipulado pelo Governo para o leilão está entre R$ 262 e R$ 271, com prazo de 5 anos de contrato.

O sucesso completo do leilão é de extrema importância para a questão fiscal do Governo, mas nem ele acredita nesta possibilidade. Atualmente as distribuidoras compram 3,5 mil MW no mercado livre, e devem continuar comprando grande parte desta energia mesmo após o leilão. Desta forma, estima-se que seja necessário uma injeção de caixa nas distribuidoras entre R$ 5 bilhões e R$ 9 bilhões por parte do Tesouro em 2014. E este valor é independente dos R$ 13 bi já previstos para cobrir o aumento dos gastos do setor no ano. A situação fiscal fica cada vez mais complicada, e a meta do superávit cada vez mais distante. Segundo o próprio Tesouro, em fevereiro de 2014 as receitas totais do Governo Central cresceram no acumulado em 12 meses o equivalente a 11,5% a.a., enquanto as despesas se elevaram em 14% a.a. Já o resultado primário ficou em apenas 1,4% do PIB, muito distante da meta de 1,9% no ano.

Ed.404                                                                                                                                                            

 

Comentários

comentários

Posts relacionados

Inadimplência do consumidor cai 2,4% em novembro

A inadimplência do consumidor caiu 2,4% em novembro na avaliação mensal com ajuste sazonal, de acordo com dados nacionais da Boa Vista SCPC. Já nos valores acumulados em 12 meses (dezembro de 2016 até novembro de 2017 frente aos 12 meses antecedentes) houve retração 3,5%. Quando comparado o resultado contra o mesmo mês de 2016,…

Produção Industrial registra crescimento de 0,2% em outubro e 1,5% em 12 meses

Dados divulgados hoje pelo IBGE revelam que a Pesquisa Industrial Mensal (PIM) registrou crescimento de 0,2% em outubro, considerando a comparação mensal (série com ajuste sazonal). Considerando os últimos 12 meses, a recuperação ganhou mais consistência, uma vez que sua leitura foi de 0,4% para 1,5% entre os meses de setembro e outubro. Na comparação…

Cresce fatia dos que utilizarão o 13º salário para pagar contas de início de ano e poupar

  Dos mais de mil entrevistados pela Boa Vista SCPC, em sua pesquisa online sobre hábitos de consumo para o Natal e Fim de Ano, 75% dos respondentes afirmaram que receberão o 13º salário. Destes, 37% disseram que utilizarão a renda extra para quitar dívidas, o que representa uma queda de 19 pontos percentuais (p.p.)…