[Análise] Pisada no freio nas concessões PJ em abril

O principal destaque dos economistas da Boa Vista em sua análise das estatísticas de crédito de abril, divulgadas nesta quarta-feira (29) pelo Banco Central, foi a desaceleração observada nas concessões de crédito para empresas.

Segundo cálculos da área de Indicadores e Estudos Econômicos da empresa, o ritmo de crescimento dos novos empréstimos com recursos livres para pessoas jurídicas, já descontados os efeitos da inflação, recuou de cerca de 10% para 7,9%, conforme é possível observar no gráfico abaixo.

“Ainda é cedo para afirmar que o atual ciclo de expansão do crédito às empresas já esteja próximo ao fim, mas esse dado de abril não deixa de ser um alerta quando analisado no contexto de rápida deterioração do cenário econômico”, analisam os economistas, que chamam atenção para a queda da confiança das empresas observada nos últimos meses.

“Diante da revisão para baixo das expectativas para o crescimento da economia e da menor confiança, os empresários tendem a adotar uma postura mais cautelosa, adiar investimentos e evitar o endividamento”, explicam.

A equipe econômica da Boa Vista alerta ainda que a lenta recuperação da economia tende a encurtar os ciclos de expansão do crédito. “O fraco crescimento da renda limita a capacidade de endividamento tanto das empresas quanto das famílias. Também nas operações para pessoas físicas já se nota uma lenta desaceleração desde o ano passado”, analisam.

A inadimplência, por sua vez, segue estável e próxima dos menores patamares da história. Considerando as operações com recursos livres, ela atingiu 2,7% em abril, ante 2,8% em março. No caso das pessoas físicas, ela ficou em 4,7%.

“Sem recuperação da atividade econômica e do mercado de trabalho, aumenta a probabilidade de que o crescimento dos empréstimos observado nos últimos meses resulte em aumento da inadimplência, o que ainda não estava no radar”, concluem os economistas.


Buscar por período:

TAGS

Posts relacionados

Resultado do PIB revela queda de 1,5% no primeiro trimestre

Os dados do PIB do 1º trimestre, divulgados hoje pelo IBGE, reforçaram o cenário de fragilização da atividade econômica. No primeiro trimestre de 2020, o produto recuou 1,5% na comparação com os três últimos meses do ano passado, de acordo com dados dessazonalizados, interrompendo uma sequência de quatro trimestres de crescimentos consecutivos. Na comparação com…

Consumidores com aumentos frequentes em operações de crédito são mais propensos à inadimplência

Demanda por Crédito do Consumidor cai 24,4% em abril

A Demanda por Crédito do Consumidor recuou 24,4% em abril na comparação com março, já descontadas as influências sazonais, de acordo com dados nacionais da Boa Vista. No acumulado do ano o indicador caiu 11,7% contra o mesmo período do ano passado. Já no acumulado em 12 meses, o indicador passou para o campo negativo…

PNADC: Taxa de desemprego atinge 12,6% em abril

De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNADC) do IBGE, a taxa de desemprego avançou para 12,6% no trimestre móvel encerrado em abril. Estando 0,4 p.p. acima do registrado no mês anterior e 0,1 p.p. maior em relação ao mesmo período do ano passado (12,5%). Em termos absolutos, a população desocupada…