Boa Vista restabelece prazo de exibição de débitos de consumidores ao mercado

 

Em 17 de julho próximo, termina a medida de proteção adotada pelos bureaus de crédito durante o período crítico do estado de calamidade, medida esta que alterou para 45 dias o prazo mínimo para exibição das negativações, a fim de proporcionar um período maior de negociação dos débitos entre consumidores e credores frente à crise financeira ocasionada pelo novo coronavírus.

Entendemos que tal medida apresentou resultados relevantes no auxílio das pessoas físicas e jurídicas afetadas pela situação econômica atual. Nesse sentido, a partir de 20 de julho próximo começaremos a restabelecer gradualmente o prazo de exibição de débitos inclusos em nosso banco de dados.

Tal retorno gradual é essencial para que se proteja não somente os consumidores, mas também os próprios credores e bureaus de crédito de forma a alinhar expectativas e proporcionar um tratamento isonômico e de equidade entre os consumidores, ao mesmo tempo mantendo o poder de negativação ante ao número de Projetos de Lei que estão nos Congresso e Assembleias Estaduais.

O restabelecimento ocorrerá da seguinte forma:

A partir de 20/07 o prazo de exibição cairá para 40 dias.
A partir de 27/07 cairá para 35 dias.
A partir de 03/08 cairá para 30 dias.
A partir de 10/08 cairá para 25 dias.

E a partir de 17/08 voltará ao prazo normal de 20 dias no Estado de São Paulo e serão restabelecidos os prazos praticados regularmente nos demais Estados da Federação.

Ao trabalhar pelo equilíbrio das relações de consumo, a Boa Vista aconselha os consumidores a procurarem seus credores para avaliar as alternativas para o pagamento da dívida, mantendo o nome limpo e pronto para ter crédito sempre que precisar. E aos credores a manterem o fluxo de envio de registros de débito aos seus clientes, para que tenham ciência destes novos prazos e com isso consigam se organizar para uma possível regularização.


Buscar por período:

TAGS

Posts relacionados

Reabertura com crédito

A flexibilização do comércio em diferentes regiões do Brasil traz incertezas na decisão de concessão de crédito. Diante deste cenário, a Boa Vista identificou um movimento de aceleração da adoção ao Cadastro Positivo pelas pequenas, médias e grandes empresas. Desde o início da pandemia, já somam mais de um milhão de consultas às soluções da…

IPCA avança 0,36% em julho, sendo o maior resultado para um mês de julho desde 2016

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) avançou 0,36% no mês de julho. No acumulado em 12 meses houve evolução para 2,31%, 0,18 p.p. acima da variação observada em junho.  Com esse resultado, o indicador acumulou alta de 0,46% no ano. O grupo Transportes (0,78%) foi o que registrou maior impacto positivo sobre o…

Pedidos de falência recuam 12,6% em julho

Os pedidos de falência caíram 12,6% em julho, na comparação com junho, segundo dados com abrangência nacional da Boa Vista. Mantida a base de comparação, os pedidos de recuperação judicial e as recuperações judiciais deferidas diminuíram 37,6% e 37,9%, respectivamente. Por outro lado, as falências decretadas registraram alta de 16,8% na variação mensal. Na análise…