Inadimplência do consumidor cai 1,3% no acumulado em 12 meses

A inadimplência do consumidor caiu 1,3% no acumulado em 12 meses (dezembro de 2017 até novembro de 2018 frente aos 12 meses antecedentes), de acordo com dados nacionais da Boa Vista. Na avaliação mensal com ajuste sazonal, novembro apresentou variação negativa de 1,1% frente a outubro. Quando comparado o resultado contra o mesmo mês de 2017, o indicador caiu 4,1%.

Regionalmente, na análise acumulada em 12 meses, ocorreu queda nas regiões Centro-Oeste (-3,2%), Norte (-3,9%), Nordeste (-0,5%) e Sudeste (-1,4%). Já na região Sul houve alta de 0,7%.

As adversidades ocorridas na economia ao longo dos últimos anos geraram grande cautela nas famílias, inibindo o consumo e a tomada de crédito, contribuindo para a diminuição do fluxo de inadimplência. Passado o período mais intenso da crise econômica, o indicador demonstra sinais de que caminha para estabilização, após longo período de queda nos registros. Ainda assim, a manutenção de um ritmo estável do estoque de inadimplência está condicionada por uma recuperação mais consistente do mercado de trabalho, diminuição dos juros e evolução da renda.

Metodologia

O indicador de registro de inadimplência é elaborado a partir da quantidade de novos registros de dívidas vencidas e não pagas informados à Boa Vista pelas empresas credoras. As séries têm como ano base a média de 2011 = 100 e passam por ajuste sazonal para avaliação da variação mensal. A partir de janeiro de 2014, houve atualização dos fatores sazonais e reelaboração das séries dessazonalizadas, utilizando o filtro sazonal X-12 ARIMA, disponibilizado pelo US Census Bureau.

Comentários

comentários

Posts relacionados

Consumidores dizem que gastarão menos neste Natal, mas valor médio dos gastos será 4,5% maior

14 de dezembro de 2018 – 72% dos consumidores disseram que gastarão menos dinheiro neste Natal e Fim de Ano, em relação ao ano passado, quando 75% tinham esta intenção. 11%, por sua vez, afirmaram que irão gastar mais, contra 9% em 2017. Por outro lado, o valor médio previsto com todos os gastos, por…

Vendas no varejo caem 0,4% em outubro

De acordo com a Pesquisa Mensal do Comércio (PMC) divulgada pelo IBGE hoje, o volume de vendas no Varejo restrito caiu 0,4% em outubro na comparação mensal com ajuste sazonal. No acumulado em 12 meses o indicador cresceu 2,7%. No acumulado do ano a evolução foi de 2,2% em relação a 2017. Avaliando as séries…

Boa Vista: PMC de outubro evidencia crise das grandes livrarias

Por trás da queda de 0,4% das vendas do varejo de outubro – após recuo de 1,3% em setembro, já descontados os efeitos sazonais –, há, de um lado, fatores pontuais, como os preços elevados dos combustíveis – que derrubaram novamente as vendas do setor – e a crise no ramo de livrarias, com fechamento…