Indicador de Registros de Inadimplentes avança 0,8% em março

O número de registros de inadimplentes subiu 0,8% na comparação mensal dos dados dessazonalizados, segundo dados nacionais da Boa Vista, empresa que aplica inteligência analítica de ponta na transformação de informações para a tomada de decisões em concessão de crédito e negócios em geral. Na comparação interanual foi observada uma leve queda de 3,8% e o resultado acumulado em 12 meses manteve-se praticamente estável, passando de -21,2% para -21,4%.

Apesar da retração em 22,2% no ano, os dados mais recentes sugerem que o indicador chegou a um ponto de inflexão. A expectativa é de que a inadimplência divulgada pelo Banco Central siga pelo mesmo caminho e se mantenha alinhada à curva de longo prazo do indicador antecedente da Boa Vista. Após contrariar a expectativa de alta no ano passado, a inadimplência pode voltar a subir.

O Indicador de Recuperação de Crédito, por sua vez, apontou alta de 8,7% na comparação com o mesmo mês do ano anterior, desacelerando a queda do indicador na análise acumulada em 12 meses de -1,6% para -1,1%. Na variação mensal dos dados ajustados, a recuperação de crédito avançou 7,9%, enquanto no 1º trimestre de 2021 a alta foi de 3,3%.

Medidas de isolamento mais rígidas, imunização lentificada, retomada da atividade econômica postergada e mercado de trabalho desaquecido são alguns dos fatores que apontam para um cenário de alta na inadimplência em 2021. Além disso, o fim das postergações de pagamentos de dívidas e a redução do alcance do auxílio emergencial também devem fazer com que a inadimplência aponte para cima.

Metodologia

O indicador de registro de inadimplência é elaborado a partir da quantidade de novos registros de dívidas vencidas e não pagas informados à Boa Vista pelas empresas credoras. As séries têm como ano base a média de 2011 = 100 e passam por ajuste sazonal para avaliação da variação mensal. A partir de janeiro de 2014, houve atualização dos fatores sazonais e reelaboração das séries dessazonalizadas, utilizando o filtro sazonal X-12 ARIMA, disponibilizado pelo US Census Bureau.

O indicador de recuperação de crédito é elaborado a partir da quantidade de exclusões dos registros de dívidas vencidas e não pagas informados anteriormente à Boa Vista pelas empresas credoras. As séries têm como ano base a média de 2011 = 100 e passam por ajuste sazonal para avaliação da variação mensal. Em janeiro de 2014 houve atualização dos fatores sazonais e reelaboração das séries dessazonalizadas, utilizando o filtro sazonal X-12 ARIMA, disponibilizado pelo US Census Bureau.

A série histórica dos indicadores estão disponíveis em:

www.boavistaservicos.com.br/economia/registro-de-inadimplencia

www.boavistaservicos.com.br/economia/recuperacao-de-credito/


Buscar por período:

TAGS

Posts relacionados

Informe Semanal – Fintechs e Bancos Digitais

Bancos Digitais O banco digital C6 Bank, criado em 2018 por ex-sócios do banco BTG pactual, anunciou na última sexta que atingiu a marca de 6 milhões de usuários no Twitter, segundo a empresa: “Do zero aos 6 milhões de C6 Lovers!”. Nubank, o maior banco digital brasileiro, anunciou a ferramenta de transferência de dinheiro…

Informe Matinal – 13.05.2021

  Brasil e Mercados O receio em relação à inflação americana já constava na última ata do Copom divulgada esta semana. Tal receio, em princípio, virou realidade. O índice de preços ao consumidor americano atingiu 4,2% no ano em abril, acima das projeções que apontavam para 3,6%. Isso repercutiu em vários mercados, o dólar subiu,…

BC confirma recuo da atividade econômica e aponta queda de 1,59% em março

Comentários:  • De acordo com o Banco Central, o indicador antecedente da atividade econômica (IBC-BR) recuou 1,59% em março na comparação mensal, de acordo com dados dessazonalizados. Com relação ao mesmo mês do ano passado houve alta de 6,26%. • Na análise do resultado acumulado em 12 meses o indicador apontou desaceleração da queda, passando…