Pedidos de falências recuam 1,7% no acumulado do ano, diz Boa Vista SCPC

Os pedidos de falências registraram queda de 1,7% no acumulado de 2015, em relação ao mesmo período do ano anterior, de acordo com dados nacionais da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Em maio de 2015, o indicador de falências recuou 8,9% na comparação mensal (maio/15 contra abril/15), e foi 2,0% menor em relação a maio de 2014.

No acumulado do ano (janeiro/15 a maio/15), as falências decretadas subiram 22,0% em relação ao mesmo período de 2014. Tanto na comparação interanual como na mensal, o número de falências decretadas recuou 2,0%.

Os pedidos de recuperação judicial registraram alta de 6,4% no acumulado do ano e as recuperações judiciais deferidas cresceram 4,5%, na mesma base de comparação.  A tabela 1 resume os dados.

tabela1

Sem sinal de mudança do atual cenário macroeconômico no curto prazo, a redução da atividade econômica tende a impactar a solvência das empresas. A estimativa da Boa Vista SCPC é de que estes indicadores encerrem o ano em patamares superiores aos de 2014.

Metodologia

O indicador de falências é construído com base na apuração dos dados mensais de falências (requeridas e decretadas) registradas na base de dados da Boa Vista, oriundas dos fóruns, varas de falências e dos Diários Oficiais e da Justiça dos estados.

Comentários

comentários

Posts relacionados

Movimento do Comércio sobe 0,4% em outubro

O Indicador Movimento do Comércio, que acompanha o desempenho das vendas no varejo em todo o Brasil, subiu 0,4% em outubro quando comparado a setembro na análise com ajuste sazonal, de acordo com os dados apurados pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Na avaliação acumulada em 12 meses (novembro de 2016…

34% dos consumidores dizem não ter controle dos ganhos e gastos

Para investigar os hábitos sobre controle orçamentário e fontes de informações sobre o tema, a Boa Vista SCPC realizou uma pesquisa inédita com aproximadamente 1200 consumidores, de todo o Brasil, e constatou que 34% dos entrevistados não controlam o quanto ganham e gastam no mês. Realizada entre os meses de maio e julho, a pesquisa…

Percentual de cheques devolvidos atinge 1,70% em outubro

O número de cheques devolvidos (segunda devolução por falta de fundos) como proporção do total de cheques movimentados[1] foi de 1,70% em outubro, registrando considerável redução em relação ao mesmo mês do ano anterior (-0,76 p.p.). Na comparação mensal, o percentual de cheques devolvidos sobre movimentados diminuiu frente ao mês de setembro (quando o nível…