Pedidos de falência caem 19,4% no 1º trimestre

Os pedidos de falência caíram 19,4% no primeiro trimestre de 2019 quando comparado com o mesmo período do ano anterior, segundo dados com abrangência nacional da Boa Vista. Mantida a base de comparação, as Falências Decretadas, Pedidos de Recuperação Judicial e Recuperação Judicial Deferida diminuíram 22,6%, 47,9% e 33,1% respectivamente.

Na comparação mensal ocorreram quedas em todas as ocorrências: Pedidos de Falência (-52,7%), Falências Decretadas (-11,8%), Pedidos de Recuperação Judicial (-61,1%) e Recuperação Judicial Deferida (-65,9%).

O resultado do primeiro trimestre de 2019 aponta para a continuidade da tendência de queda nos pedidos de falência. Esse movimento está atrelado a melhora nas condições econômicas desde 2017, que permitiu às empresas apresentarem sinais mais sólidos nos indicadores de solvência. Entretanto, a continuidade desse processo dependerá de uma retomada mais acelerada da atividade econômica.

Distribuição das falências e recuperações judiciais por porte

A tabela 2 mostra como estão distribuídas as falências e recuperações judiciais por porte de empresa no primeiro trimestre de 2019 a partir dos critérios de porte de empresa adotados pelo BNDES [1]. As pequenas empresas, por exemplo, são responsáveis por 91,6% dos pedidos de falências e 92,8% dos pedidos de recuperação judicial. Com relação as falências decretadas e recuperação judicial decretadas, também houve predominância de ocorrências entre pequenas empresas, sendo de 96,4% e 91,4%, respectivamente.

Distribuição das falências e recuperações judiciais por setor

Na divisão por setor da economia, o setor de Serviços foi o que representou o maior percentual nos Pedidos de Falência (42,3%), seguidos do setor Industrial (30,1%) e do Comércio (27,5%).

Com relação à variação dos Pedidos de Falência, a Indústria foi o setor que mais reduziu no acumulado em 12 meses, com queda de 29%. Mantida base de comparação, o Comércio e setor de Serviços diminuíram seus Pedidos de Falência em 20% e 21%, respectivamente. Para os demais dados, segue o resumo apresentado na tabela 3:

Metodologia

O Indicador de Falências e Recuperações Judiciais é construído com base na apuração das informações mensais registradas na base de dados da Boa Vista, oriundas dos fóruns, varas de falências e dos Diários Oficiais e da Justiça dos estados.

[1] A CIRCULAR Nº 11/2010 do BNDES de 05 de março de 2010 classifica as categorias de porte das empresas de acordo com a receita operacional bruta anualizada. Microempresa – menor ou igual a R$ 2,4 milhões; Pequena empresa – maior que R$ 2,4 milhões e menor ou igual a R$ 16 milhões; Média empresa – maior que R$ 16 milhões e menor ou igual a R$ 90 milhões; Média-grande empresa – maior que R$ 90 milhões e menor ou igual a R$ 300 milhões; Grande empresa – maior que R$ 300 milhões.

Comentários

comentários

Posts relacionados

Movimento do Comércio avança 3,3% no trimestre

O Indicador Movimento do Comércio, que acompanha o desempenho das vendas no varejo em todo o Brasil, avançou 3,3% no primeiro trimestre de 2019 contra o mesmo período do ano anterior, de acordo com dados apurados pela Boa Vista. Na comparação mensal dessazonalizada, houve queda de 0,5% em março. Na avaliação acumulada em 12 meses,…

Recuperação de crédito cai 6,5% no 1º trimestre

Em todo o país, o indicador de recuperação de crédito – obtido a partir da quantidade de exclusões dos registros de inadimplentes da base da Boa Vista – registrou queda de 6,5% no primeiro trimestre de 2019 contra o mesmo período do ano anterior. Em março o indicador apontou redução de 3,3% contra fevereiro, de…

39% dos empresários estão otimistas em relação às vendas na Páscoa

Quase 40% dos cerca de 1.200 empresários entrevistados pela Boa Vista, em sua Pesquisa Perspectiva Empresarial para a Páscoa, têm a perspectiva de aumento das vendas nesta Páscoa, no entanto, 16% deles pretendem contratar mais mão de obra este ano para atender um possível aumento da demanda no período. A Boa Vista também identificou que…





Indicadores

Indicadores

Estudos Econômicos

Estudos Economicos

Blog do Economista

Blog do Economista Boa Vista Serviços