[PESQUISA] Dia dos Pais terá crescimento de 142%, em relação ao ano anterior, na intenção de compra via e-commerce

Este Dia dos Pais deverá ser marcado por uma importante mudança de hábito do consumidor: a compra do presente via e-commerce. Segundo pesquisa realizada pela Boa Vista para identificar o comportamento e as perspectivas de compra dos consumidores brasileiros para o Dia dos Pais, a intenção de compra online cresceu 142%, se comparada com o mesmo período do ano passado, sendo que se trata de novo hábito de compra para 58% destes consumidores.

Os entrevistados apontaram como escolhidos para presentear o pai (46%), marido (29%) e sogro (7%).

Presente econômico e tradicional

A escolha do presente não deverá surpreender os pais. Segundo o estudo, a preferência será por itens de setor de vestuários e calçados (45%), seguido de acessórios (17%) e perfumes/cosméticos (16%), já considerados tradicionais para presentear nesta data.

Além disso os consultados na pesquisa indicam que a conjuntura econômica preocupa e inibe investimento alto no presente. Diante deste cenário, 80% pretendem gastar o mesmo valor, se comparado com igual período do ano passado, ou menos.

O ticket médio geral será em torno de R$ 173, 5% menor quando comparado ao do ano anterior. Mesmo pretendendo gastar menos, 96% consideram importante presentear nesta data. Na imagem abaixo é possível conferir a pretensão de gastos por faixa de preços e abaixo a evolução do ticket médio.

A pesquisa identificou que o valor do presente é determinante para 34% dos consumidores, seguido de necessidade (21%), e desejo (19%).

Crédito ou Débito?

Grande parte dos entrevistados aponta predileção pelo pagamento à vista (61%), com a utilização do cartão de débito por 41% dos consultados. Dentre os que preferem parcelar (39% dos entrevistados), 91% utilizarão cartão de crédito, e os demais encontram alternativas no cartão de débito programado (2%), carnê/boleto (7%) e cheque (1%).

Retomada das atividades

Os entrevistados também foram questionados sobre a retomada gradual do comércio e serviços, e 60% dos consumidores apoiam essa medida, inclusive, 29% dizem já ter retomado a rotina de compras fora de casa, priorizando idas a supermercado (64%), restaurantes e padarias (29%). Roupas e calçados representam 21%.

“A pesquisa corrobora o que observamos no início da quarentena, quando, por conta do fechamento do comércio como medida para se manter o isolamento social, muitas empresas passaram a vender online. Ao longo deste período também observamos mais empresas buscando o Cadastro Positivo para aperfeiçoar as suas análises de crédito, movimento que contribui com o mercado de crédito como um todo, neste momento delicado da economia”, analisa o economista da Boa Vista, Flávio Calife.

Metodologia

A pesquisa Dia dos Pais 2020 foi realizada pela Boa Vista entre 06 a 21 de julho, com cerca de mil consumidores, em todo o Brasil. Para a leitura dos resultados considerar cerca de 3 p.p. (pontos percentuais) de margem de erro e 95% de grau de confiança.


Buscar por período:

TAGS

Posts relacionados

Estatísticas monetárias e de crédito: Queda na inadimplência, na taxa de juros e no spread em agosto

O Banco Central divulgou as Estatísticas monetárias e de crédito em relação ao mês de agosto. O estoque total de empréstimos e financiamentos do país aumentou 1,9% em relação a julho, alcançando a marca de R$ 3.736,5 bilhões. Na comparação com agosto do ano passado, o saldo apresentou crescimento de 12,1%. Considerando a origem dos…

Confiança da indústria recupera toda perda acumulada em março-abril e atinge o maior nível desde janeiro de 2013

Segundo a Fundação Getúlio Vargas (FGV), o Índice de Confiança da Indústria (ICI) ficou em 106,7 pontos em setembro, avançando 8,1% em relação ao mês anterior, na série livre de influências sazonais. Já em relação a setembro do ano passado, o indicador avançou 10,9%. Com este resultado, o indicador atinge seu maior nível desde janeiro…

Banco Central revê projeções de Atividade e Crédito após período agudo da crise

O Banco Central divulgou hoje o Relatório de Inflação referente ao 2º trimestre do ano. Dentre os destaques, as expectativas em relação à Atividade e ao Crédito foram revisadas para cima.   Atividade   Em relação à Atividade, o Banco Central destacou que, após o período mais dramático da crise provocada pela pandemia e, consequentemente, da abrupta queda registrada nos…