[PESQUISA] Mais empresários esperam queda na inadimplência do negócio ainda este ano

Há uma melhora na perspectiva de diminuição da inadimplência do negócio, em comparação ao mesmo período do ano passado, segundo a Pesquisa Perspectiva Empresarial da Boa Vista, feita com cerca de mil empresários, em todo o país, ao longo do 3º trimestre de 2019. De acordo com o levantamento, as menções dos que esperam conseguir colocar as contas de suas empresas em ordem e, com isso, reduzir o número de dívidas com o pagamento atrasado, ainda no decorrer deste ano, aumentaram de 25% para 32%.

Consequentemente, o percentual dos empresários que esperam aumento da inadimplência para o final de 2019 diminuiu 10 pontos percentuais – p.p. (de 30% no 3ºTri18 para 20% neste 3ºTri19), também segundo a pesquisa da Boa Vista. A imagem a seguir apresenta essas informações:

Endividamento

A perspectiva do empresário quanto ao nível de endividamento não se alterou em comparação ao mesmo período do ano anterior. 38% dos entrevistados acreditam que o nível de endividamento de suas empresas pode vir a diminuir ao longo deste ano. Para outros 29% o nível de endividamento continuará no mesmo patamar, e para 20% apresentará crescimento.

Investimentos

O levantamento identificou ainda que 51% dos empresários se dizem otimistas e pretendem realizar investimentos até o fim de 2019. Comparado ao 3º trimestre de 2018, este percentual registrou crescimento de 13p.p.

55% das empresas que irão investir pretendem fazê-lo em novos produtos e serviços. 53% querem dar um upgrade tecnológico e 46% capacitar seus profissionais.

Faturamento

57% dos empresários apontam perspectivas de crescimento no faturamento até o final de 2019, número 12p.p. superior quando comparado ao registrado no 3º trimestre de 2018.

Demanda por crédito

Ainda segundo os empresários entrevistados pela Boa Vista neste 3º trimestre, 39% informam que demandarão mais crédito em 2019, contra 32% registrados em 2018. O percentual dos que não demandarão crédito caiu 6p.p. (de 55% para 49%).

Entre os empresários que demandarão mais crédito, 46% dizem que usarão para novos investimentos; 33% para alavancar capital de giro e 21% para pagar empréstimos e credores. Os comparativos seguem na imagem abaixo:

Ainda em relação aos 39% dos empresários que demandarão mais crédito em 2019, a perspectiva quanto à taxa de juros para contratação deste crédito é a seguinte: 46% esperam pagar taxas menores que as praticadas em 2018 (eram 35% no ano passado). 27%, empatados, consideram pagar taxas iguais ou mesmo superiores aos juros praticados no ano passado. Eram 25% e 37%, respectivamente, na pesquisa realizada no 3ºTri18.

Metodologia

A Pesquisa Perspectiva Empresarial, realizada no 3º trimestre de 2019, entrevistou cerca de mil empresários, em todo o país. A metodologia utilizada foi a quantitativa, por meio de consulta eletrônica via internet. O levantamento aponta o evolutivo 2018 e 2019. O universo é representado por empresas do Comércio (atacadista e varejista), de Serviços (instituições financeiras e construção civil) e Indústria. Para leitura geral dos resultados, deve-se considerar 95% de grau de confiança, e margem de erro de 3%, para mais ou para menos.

 

 


Buscar por período:

TAGS

Posts relacionados

Recuperação de crédito sobe 1,5% em novembro

O indicador de recuperação de crédito – obtido a partir da quantidade de exclusões dos registros de inadimplentes da base da Boa Vista – registrou avanço de 1,5% em novembro contra outubro, já descontados os efeitos sazonais. Na comparação com novembro de 2018, houve aumento de 4%. No ano, porém, o indicador acumula queda de…

[PESQUISA] Consumidores pretendem gastar em média R$ 564 com todas as compras de Natal e Fim de Ano

Em pesquisa feita com 1.300 consumidores, em todo o Brasil, a Boa Vista constatou que o valor médio total pretendido gastar com todas as compras para as festas de Natal e Fim de Ano, incluindo despesas com viagens e alimentação, é de R$ 564,95. Em 2018 o valor médio foi de R$ 482,54. O levantamento…

Empresas ganham agilidade e minimizam riscos de inadimplência ao usarem o Score PJ no processo de decisão de crédito

Estudos analíticos da Boa Vista apontam que o comportamento de pagamento dos sócios explica cerca de 65% do risco de uma empresa tornar-se inadimplente. Assim, ao analisar uma empresa, uma opção é fazer uso do Score PJ, uma pontuação de crédito que leva em conta o comportamento da Pessoa Jurídica e também de seus sócios…