Aumento dos preços e pagamento de contas básicas reduzem intenção de compra no Dia das Crianças

Caiu de 75% para 66% o total de consumidores que irá comprar presentes para comemorar o Dia das Crianças em 2016. Os principais fatores responsáveis por esta queda de 9p.p. (pontos percentuais) na intenção de compra, segundo pesquisa de âmbito nacional da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), são o aumento dos preços e a necessidade de priorizar o pagamento de contas já existentes.

Contenção de compras (22%), redução da renda/salário (13%) e desemprego (9%) também estão entre os motivos que farão o consumidor gastar menos nesta data comemorativa. Ainda de acordo com a sondagem da Boa Vista SCPC – elaborada para identificar os hábitos de compras dos consumidores para o Dia das Crianças, suas preferências e os meios de pagamento que usarão para quitar a nova dívida –, 56% dos respondentes pretendem gastar a mesma quantia ou até mesmo menos, na comparação aos gastos no ano anterior.

O valor médio do presente para este Dia das Crianças será de R$ 173,82, cerca de 7,6% inferior ao valor médio registrado em 2015. No geral, 26% dos consumidores pretenderão gastar até R$ 50 e, 31% deverão despender entre R$ 51 a R$ 100. Além disso, 76% dos consumidores irão comprometer menos de 25% da renda familiar para a compra do presente em 2016. No ano passado o índice comprometido foi de 74%.

Entre as opções de presentes, 43% dos consumidores irão comprar brinquedos. No grupo dos eletrônicos e telefônica, os itens mencionados para presentear as crianças em 2016 foram: tablet (28%), celular (28%), smartphone (17%), videogame (13%), TV (6%), IPad (3%), aparelho de Som (3%) e MP3 (2%).

O desejo da criança e o preço do presente foram mencionados como os principais fatores para a escolha do presente, ambos com 27%. Desconto e necessidade ficaram com 21%, respectivamente. Entre os consumidores que irão às compras nesta data, 68% presentearão os filhos e 29% os sobrinhos. Os demais farão a alegria de afilhados e netos, com 15% e 7%, respectivamente.

A pesquisa da Boa Vista SCPC abrangeu também o meio de pagamento que será utilizado na compra. 68% dos consumidores pagarão à vista, um crescimento de 4p.p. em relação ao ano anterior. 55% utilizarão dinheiro, e 26% farão o uso do cartão de débito.

32% dos consumidores irão parcelar o valor do presente, 74% deles no cartão de crédito e 24% no carnê/boleto. E mais, dos entrevistados, 51% pretendem fazê-lo em até três vezes. Já entre os consumidores que não comprarão presentes este ano, 29% não o farão pois estão endividados, sem condições financeiras. O desemprego é o outro fator citado, com salto de 18% para 23% na comparação com o ano anterior.

Perfil dos respondentes

Na sondagem da Boa Vista SCPC, feita especificamente para identificar a intenção de compra dos brasileiros para o Dia das Crianças 2016, 73% dos consumidores concentram-se na faixa etária entre 25 a 44 anos. Quanto ao estado civil, 48% dos consumidores são casados. 60% representam as Classes DE, 35% a Classe C e 5% as Classes AB. 68% concentram-se na região Sudeste e, destes, 50% estão em São Paulo.

Sobre a pesquisa

A Pesquisa de Hábitos de Consumo para o Dia das Crianças da Boa Vista SCPC utilizou a metodologia quantitativa para realização da coleta das informações, por meio eletrônico via internet. O período de realização foi de 26 de agosto a 19 de setembro de 2016. O universo da pesquisa é representado por consumidores que buscaram informações e orientações no website Consumidor Positivo da Boa Vista SCPC – www.consumidorpositivo.com.br. Ao todo foram 696 respondentes.

Termos Relacionados:

  • Pagar Contas
  • Quitar Dívidas
  • Limpar meu Nome
  • Nome Limpo
  • Nome Sujo
  • Controle de Gastos
  • Gastos Financeiros
  • Educação Financeira
  • Intenção de Compra

Comentários

comentários

Posts relacionados

34% dos consumidores dizem não ter controle dos ganhos e gastos

Para investigar os hábitos sobre controle orçamentário e fontes de informações sobre o tema, a Boa Vista SCPC realizou uma pesquisa inédita com aproximadamente 1200 consumidores, de todo o Brasil, e constatou que 34% dos entrevistados não controlam o quanto ganham e gastam no mês. Realizada entre os meses de maio e julho, a pesquisa…

Percentual de cheques devolvidos atinge 1,70% em outubro

O número de cheques devolvidos (segunda devolução por falta de fundos) como proporção do total de cheques movimentados[1] foi de 1,70% em outubro, registrando considerável redução em relação ao mesmo mês do ano anterior (-0,76 p.p.). Na comparação mensal, o percentual de cheques devolvidos sobre movimentados diminuiu frente ao mês de setembro (quando o nível…

Vendas no varejo crescem 0,5% em setembro e caem 0,6% no acumulado 12 meses

De acordo com a Pesquisa Mensal do Comércio (PMC) divulgada pelo IBGE, o volume de vendas no Varejo restrito subiu 0,5% em setembro na comparação mensal (com ajuste sazonal), enquanto na variação acumulada em 12 meses, a trajetória do indicador apresentou melhora de 1 p.p. em relação ao mês anterior, apresentando retração de apenas 0,6%….