Falta de investimentos em infraestrutura no Brasil compromete a produtividade

Por José Valter Martins de Almeida, da RC Consultores

Estudo do Ipea aponta que os investimentos federais em transportes não decolam. O orçamento de investimentos para estradas federais este ano previa execução de R$ 13,6 bilhões. Até esta semana foram executados apenas R$ 6,6 bilhões, sendo que 70% deste montante deve-se, exclusivamente, à quitação de restos a pagar. Para o transporte ferroviário o orçamento previa R$ 2,8 bilhões, mas só se pagaram, até o momento, R$ 740 milhões, ou seja, 26,9% do previsto. Por outro lado, estudo da CNT, Confederação Nacional do Transporte, indica contínua deterioração da malha rodoviária: 62,7% dela apresenta algum tipo de problema. Em 2011 esse percentual era de 57,4%.

Estima-se que seriam necessários R$ 170 bilhões para modernizar a infraestrutura rodoviária no Brasil. Com os gastos correntes ocupando o lugar de juros no Orçamento deste ano, os necessários investimentos públicos permanecem prejudicados. Com isso, fica cada vez mais distante o aumento da produtividade da indústria brasileira.

Ed.57

Comentários

comentários

Posts relacionados

Número de novas empresas aumentou 6,6% no 1º trimestre de 2017, segundo Boa Vista SCPC

No 1º trimestre de 2017 o número de novas empresas cresceu 6,6% em relação ao mesmo período de 2016 (análise interanual), segundo levantamento da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), com abrangência nacional. Em relação ao 4º trimestre de 2016 houve aumento de 29,2%. Forma jurídica Na análise por classificação de forma…

Inadimplência das empresas inicia 2017 com queda de 0,3%, diz a Boa Vista SCPC

A inadimplência das empresas em todo o país caiu 0,3% no 1º trimestre de 2017 quando comparada ao mesmo trimestre do ano anterior, de acordo com dados da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Depois de três anos consecutivos de alta do indicador na comparação interanual (1º tri de 2017 contra o…

Boa Vista SCPC: inadimplência do consumidor paulistano caiu 4,3% no 1º trimestre

A inadimplência do consumidor na cidade de São Paulo teve queda de 4,3% no acumulado do ano (1º trimestre de 2017 contra o mesmo período do ano passado), de acordo com os dados da Boa Vista SCPC. Na comparação interanual (março-17 contra março-16), a inadimplência retraiu 8,4%. Contra o mês anterior (março-17 contra fevereiro-17) houve…