Falta de investimentos em infraestrutura no Brasil compromete a produtividade

Por José Valter Martins de Almeida, da RC Consultores

Estudo do Ipea aponta que os investimentos federais em transportes não decolam. O orçamento de investimentos para estradas federais este ano previa execução de R$ 13,6 bilhões. Até esta semana foram executados apenas R$ 6,6 bilhões, sendo que 70% deste montante deve-se, exclusivamente, à quitação de restos a pagar. Para o transporte ferroviário o orçamento previa R$ 2,8 bilhões, mas só se pagaram, até o momento, R$ 740 milhões, ou seja, 26,9% do previsto. Por outro lado, estudo da CNT, Confederação Nacional do Transporte, indica contínua deterioração da malha rodoviária: 62,7% dela apresenta algum tipo de problema. Em 2011 esse percentual era de 57,4%.

Estima-se que seriam necessários R$ 170 bilhões para modernizar a infraestrutura rodoviária no Brasil. Com os gastos correntes ocupando o lugar de juros no Orçamento deste ano, os necessários investimentos públicos permanecem prejudicados. Com isso, fica cada vez mais distante o aumento da produtividade da indústria brasileira.

Ed.57

Comentários

comentários

Posts relacionados

Fazer parte do Cadastro Positivo passa a ser fundamental para o consumidor, afirma Boa Vista SCPC

Se por um lado a aprovação da Medida Provisória que tornará automática a adesão dos consumidores brasileiros ao banco de dados de bons pagadores, em virtude da alteração na Lei 12.414/2011 está, por tempo indeterminado, pendente em Brasília, por outro, passa a ser cada vez mais contundente a responsabilidade de o consumidor conhecer e entender…

Percentual de cheques devolvidos atinge 2,11% em maio, segundo Boa Vista SCPC

O número de cheques devolvidos (segunda devolução por falta de fundos) como proporção do total de cheques movimentados[1] atingiu 2,11% em maio, registrando uma diminuição em relação ao mesmo mês do ano anterior, quando alcançou 2,33%. Na comparação mensal, o percentual de cheques devolvidos sobre movimentados obteve leve aumento (em abril o nível foi de…

Movimento do Comércio sobe 2,7% em maio, diz Boa Vista SCPC

Informações do varejo apuradas pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito) apontam que o Movimento do Comércio subiu 2,7% em maio, considerando os dados mensais com ajuste sazonal. Na avaliação acumulada em 12 meses (junho de 2016 até maio de 2017 frente ao mesmo período do ano anterior) houve queda de 3,0%…