MP dos portos aprovada vai na direção certa

Por José Valter Martins de Almeida, da RC Consultores

A Medida Provisória dos Portos, que moderniza as regras do setor portuário, foi finalmente aprovada após muita polêmica ao longo da última semana. Entre os principais pontos do texto aprovados temos a possibilidade da operação de cargas de terceiros por terminais privados localizados fora de portos públicos e a não obrigatoriedade de contratação de trabalhadores vinculados ao Órgão Gestor de Mão de Obra por esses terminais.

A aprovação da medida provisória é um passo importante para redução dos custos operacionais das empresas exportadoras, em especial as de produtos agrícolas. Os investimentos em terminais privados devem aumentar a capacidade para escoar as cargas. Outras transformações, como a simplificação fiscal, maior eficiência dos órgãos públicos e dos trabalhadores portuários, precisam vir para o Brasil aumentar sua competitividade.

Ed.187

Comentários

comentários

Posts relacionados

Volume de serviços recua 1,0% em agosto e 4,5% no acumulado 12 meses

Segundo a Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) do IBGE, o volume de serviços apresentou queda de 1,0% em agosto contra o mês anterior (dados dessazonalizados). A categoria de serviços prestados às famílias foi a única a apresentar queda (-4,8%), bastante atípica para o mês considerando o histórico da série. Os demais grupos apresentaram crescimento: Serviços…

Número de novas empresas sobe 5,1% no 3º trimestre

No 3º trimestre de 2017 o número de novas empresas cresceu 5,1% em relação ao trimestre anterior, segundo levantamento da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), com abrangência nacional. Desta forma, os valores acumulados no ano (janeiro a setembro), quando comparados ao mesmo período do ano anterior, mantiveram-se positivos, passando de um…

Vendas para o dia das crianças sobem 2,7% em 2017

Dados da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito) mostram que em 2017 as vendas do comércio para o dia das crianças aumentaram 2,7% quando comparadas aos resultados de 2016. Dessa forma, o indicador para data comemorativa tornou a subir após 2 anos consecutivos de queda, quando variou -4,2% em 2016 e -3,4%…