Certificação Digital da Boa Vista Serviços será destaque na Feira Cards, Payment & Identification 2014

Certificado digital garante economia de tempo e facilidades no preenchimento e entrega do imposto de renda

O prazo final para os contribuintes entregarem a declaração de Imposto de Renda Pessoa Física, ano-calendário 2015 à Receita Federal termina no próximo dia 30. Apesar da contagem regressiva, a Boa Vista SCPC tem uma dica valiosa para quem ainda está em débito com o Leão: o uso do certificado tipo e-CPF. A principal vantagem para quem utiliza o documento eletrônico para a declaração anual é a economia de tempo, já que muitos dos dados são importados e o preenchimento é feito automaticamente.

O uso do certificado digital e-CPF pode ocorrer tanto para o envio do modelo completo quanto para o simplificado da declaração do IRPF, informa Roseli Garcia, diretora de Rede e Vendas Regionais da Boa Vista SCPC. Esta comodidade é válida desde o ano anterior, quando a Receita Federal passou a ter computação em nuvem, permitindo, assim, que os contribuintes acessem, salvem e atualizem as informações em diferentes computadores. O seu uso também tem outro benefício: reduzir erros de digitação, que muitas vezes podem levar a necessidade da retificação.

Segundo Roseli, com a importação e pré-preenchimento da declaração IRPF quem ganha é o contribuinte. Pessoas físicas que fazem muitas operações de câmbio e também profissionais liberais, como advogados, contadores e médicos, são mais habituados com o certificado digital, uma vez que já o utilizam para a entrega de outros documentos à Receita, além do IRPF. E por isso devem aproveitar mais esta facilidade.

Com o certificado digital, é possível informar dados relativos a rendimentos, deduções, bens, direitos, dívidas e ônus reais. E mais, por meio dele o contribuinte consegue não só agilizar o preenchimento e a entrega, mas também pode acompanhar o processamento da declaração.

Todos os certificados digitais emitidos pela Boa Vista SCPC podem ser adquiridos de forma rápida, com ótimo custo-benefício no endereço www.certificadoboavista.com.br. Nele é possível agendar o melhor dia e horário para a validação presencial. A qualidade no atendimento é outro diferencial.

Ao fazer a compra de um certificado digital Boa Vista SCPC, o solicitante recebe por e-mail a confirmação do pedido e os devidos dados do agendamento para a validação presencial. Aí é só comparecer ao ponto de atendimento na data agendada, com os documentos obrigatórios, para sair com o certificado pronto para uso imediato. Os certificados digitais Boa Vista SCPC são do tipo A1 ou A3 e têm validade de um e três anos.

Em todo o Brasil, a Boa Vista SCPC dispõe mais de 300 pontos de atendimento. Para localizar o mais próximo acesse: www.certificadoboavista.com.br. Para quem já tem um certificado digital válido, Roseli aconselha verificar a validade do documento eletrônico para ter certeza se o mesmo está dentro do prazo. A consulta pode ser feita pelo endereço: http://www.certificadoboavista.com.br/Home-Teste-seu-Certificado/D122

Comentários

comentários

Posts relacionados

Inadimplência das empresas inicia 2017 com queda de 0,3%, diz a Boa Vista SCPC

A inadimplência das empresas em todo o país caiu 0,3% no 1º trimestre de 2017 quando comparada ao mesmo trimestre do ano anterior, de acordo com dados da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Depois de três anos consecutivos de alta do indicador na comparação interanual (1º tri de 2017 contra o…

Boa Vista SCPC: inadimplência do consumidor paulistano caiu 4,3% no 1º trimestre

A inadimplência do consumidor na cidade de São Paulo teve queda de 4,3% no acumulado do ano (1º trimestre de 2017 contra o mesmo período do ano passado), de acordo com os dados da Boa Vista SCPC. Na comparação interanual (março-17 contra março-16), a inadimplência retraiu 8,4%. Contra o mês anterior (março-17 contra fevereiro-17) houve…

Demanda por Crédito do Consumidor cai 4,0% no 1º trimestre, segundo Boa Vista SCPC

Dados nacionais da Boa Vista SCPC apontam que a Demanda por Crédito do Consumidor caiu 4,0% no 1º trimestre de 2017 na comparação com o mesmo período do ano anterior. Já na avaliação dos valores acumulados em 12 meses (abril de 2016 até março de 2017 frente aos 12 meses antecedentes) houve retração de 9,3%,…