7 passos para o consumidor se dar bem durante a Black Friday

Importada dos Estados Unidos, a Black Friday já se tornou uma febre no Brasil e, ano após ano, é aguardada ansiosamente por muitos consumidores que buscam uma ótima promoção para, enfim, comprar aquele objeto de desejo. Em contrapartida, os lojistas, cada vez mais, se organizam para atender a este público ávido por bons descontos, não só nas lojas físicas, mas também via e-commerce. Em comum, alerta a Boa Vista SCPC, ambos devem redobrar a atenção ao fechar qualquer negócio na Black Friday.

Em pesquisa recente realizada pela Boa Vista SCPC, por meio do portal www.consumidorpositivo.com.br, com consumidores de todo o país, sobre a probabilidade de ocorrer fraudes nas vendas por e-commerce, 24% consideram alta essa probabilidade, 54% média e 22% baixa. Ainda assim, 85% se dizem seguros ou muito seguros ao realizar compras pela internet.

Para que o consumidor não fique no escuro no dia 27, quando acontecerá a próxima Black Friday, Leonardo Soares, responsável pela área digital e de fraudes da Boa Vista SCPC faz um alerta: “Da mesma forma que as pessoas aguardam a Black Friday para realizar o sonho da compra de algum bem com valor mais alto, os fraudadores também ficam em busca de novas formas para a captura de informações e consequente evolução de suas fraudes”.

Segundo o especialista, nesta data é comum a fraude promocional, na qual algumas lojas maquiam os preços, lesando milhares de consumidores, ao criarem uma falsa impressão de que estão pagando menos por um produto que já custava aquele valor.

Confira os 7 passos para o consumidor realizar os melhores negócios durante a Black Friday:

1 – Reconheça o e-commerce e avalie a reputação da loja

Antes de tudo, pesquise bem o preço médio do produto ou serviço que pretende adquirir. Ao se decidir pela compra, opte por fazê-la em sites conhecidos. Confira a reputação da loja em sites especializados em reclamações. Em geral, esses sites relatam problemas com o pedido, a entrega, e a política reversa e todos os processos que envolvem as compras on-line. O cuidado com a reputação da loja dá mais segurança na decisão de compra.

2 – Cuidado com e-mails desconhecidos

Não clique em e-mails com remetentes desconhecidos, pois podem ser phishing (fraude eletrônica ou vírus). Opte por entrar diretamente no site, digitando na barra o endereço eletrônico. Essa atitude é mais segura e já no site da loja verifique se a promoção citada é realmente real. A mesma recomendação vale para links postados em redes sociais.

3 – Use dispositivos privados

É arriscado efetuar compras em computadores públicos. Prefira usar o computador de casa ou de alguma pessoa que você conheça e confie.

4 – Tenha cuidado com redes públicas de internet

As redes públicas são mais suscetíveis a ataques e ações fraudulentas. De preferência use a internet privada (casa, trabalho ou local confiável).

5 – Atualize seu antivírus

As empresas que trabalham com segurança eletrônica oferecem constantemente novas formas de proteção. Então, fique atento e atualize o seu antivírus sempre que necessário.

6 – Compare os preços

Antes de concretizar a compra compare os preços com dias, semanas e até meses anteriores, para verificar se o valor que pretende pagar está mesmo com desconto. Isso é possível através de comparadores que mostram o histórico da evolução dos preços praticados. Esse cuidado evita fraudes comerciais, e há diversos sites na internet com comparadores de preços.

7 – Foi lesado, compartilhe sua experiência

Caso tenha sido vítima de fraude comercial e propaganda enganosa, faça uma reclamação em sites especializados. Sua experiência, ainda que ruim, pode ajudar outros consumidores.

Regras também são importantes para as empresas

Regras de vendas

Seguir as regras e boas práticas ajudam a ter sucesso nas vendas web. Siga com critério e rigor o que é colocado como padrão. Especificamente para a data, tente obter o selo BlackFriday Legal, programa desenvolvido pela Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico em 2013.

Rigor nas suas aprovações

Em períodos de picos de venda tenha mais controle nas liberações dos pedidos. Veja no detalhe o que está sendo comprado, a forma de pagamento etc. Não libere todos os pedidos sem ter certeza para quem está vendendo.

Sistema antifraude

Para evitar a captura de informações, instale um sistema antifraude em sua operação. Os sistemas antifraudes utilizam tecnologias de validação de dados e verificações.

Regras específicas

Opte em ter um sistema antifraude que se adapte ao seu negócio. As fraudes são aplicadas de formas diferentes em cada um dos segmentos na internet. Um sistema padrão pode não ser suficiente e não ter a flexibilidade que o seu negócio exige para evitar certas fraudes, e ainda pode gerar reprovações indevidas que prejudicarão os bons clientes.

Solução antifraude eletrônica

Com o SAFe (Solução Antifraude Eletrônica), da Boa Vista SCPC, as empresas contam com informações para análise e gestão de transações online que realiza verificações em tempo real de forma automatizada, identificando indícios de fraudes nos negócios.

Criada com as mais recentes tecnologias de verificação, o motor de análise do SAFe combina as informações coletadas com a capacidade analítica da Boa Vista SCPC, oferecendo uma rede de associações de dados capaz de atender operações de diversos segmentos, volumes e tickets. Mais informações em: boavistasafe.com.br.

Comentários

comentários