Demanda do consumidor por crédito sobe 2,9% em abril

O Indicador de Demanda do Consumidor por Crédito avançou 2,9% em abril ante março de 2014, com base em dados dessazonalizados, de acordo com a Boa Vista SCPC. Na comparação com abril do ano passado, contudo, indicador, que tem abrangência nacional, registrou queda de 3,6%.

Na variação acumulada em 12 meses (de maio de 2013 a abril de 2014), houve retração de 0,8% em relação aos doze meses anteriores (de maio de 2012 a abril de 2013), resultado 0,2% p.p menor que o aferido em março.

Em linhas gerais, a tendência de queda do indicador intensificou-se, tanto na análise do resultado acumulado no ano quanto na análise dos valores acumulados em 12 meses.

demanda1

Considerando os segmentos que compõem o indicador geral, na comparação do acumulado no ano, a demanda por crédito caiu 2,9% nas instituições financeiras e 0,5% nas não financeiras (frente às variações registradas em março de -2,3% e +0,3%, respectivamente). Em 12 meses acumulados, o setor financeiro recuou 1,6% e o não financeiro 0,5% (contra as oscilações de -1,4% e -0,1% aferidas no mês anterior).

A desaceleração da demanda por crédito segue em linha com o cenário de incerteza que ainda permeia a economia brasileira. O  consumidor tem se mostrado cada vez mais cauteloso, principalmente com o recente encarecimento do crédito, resultado de uma política monetária restritiva iniciada nos últimos meses.

Abaixo segue a tabela contendo o resumo dos dados apresentados no texto.

demanda2

O indicador de Demanda por Crédito – Pessoa Física é elaborado a partir da quantidade de consultas de CPF realizadas por empresas à base de dados da Boa Vista. As séries têm como ano base a média de 2011 = 100 e passam por ajuste sazonal para avaliação da variação mensal. A partir de janeiro de 2014, houve atualização dos fatores sazonais e reelaboração das séries dessazonalizadas, utilizando o filtro sazonal X-12 ARIMA, disponibilizado pelo US Census Bureau.

Comentários

comentários