Pedidos de falência recuam 2,1% em setembro, segunda queda consecutiva

Pedidos de falência recuam 2,1% em setembro, segunda queda consecutiva

No acumulado do ano, retração atinge 4,8%; as decretações caíram 13,3%

03 de outubro de 2013 – Os pedidos de falência recuaram 2,1% em setembro, em relação a agosto, de acordo com os dados da Boa Vista Serviços, administradora do SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), com abrangência nacional. É a segunda queda mensal consecutiva. Entretanto em comparação a setembro de 2012, houve aumento de 12,8%. No acumulado de 2013, observamos queda de 4,8% em comparação ao mesmo período do ano anterior.

Falências Decretadas

As falências decretadas também caíram (13,3%) em relação a agosto, mas cresceram 3,4% na comparação com o mesmo mês do ano anterior e acumulam aumento de 30,0% em 2013.

Recuperação Judicial

Os pedidos e os deferimentos de recuperação judicial também recuaram nas comparações mensais, mas apresentaram expansão no acumulado do ano de 2,9% e 37,4%, respectivamente. A tabela 1 resume os dados.

Observamos ao longo de 2013 o recuo nos pedidos de falência, movimento oposto ao observado em 2012. As falências decretadas, por sua vez, que haviam crescido levemente em 2012, apresentam crescimento mais acelerado em 2013, ainda reflexo dos pedidos em 2012.

Os pedidos e deferimentos de recuperação judicial, que cresceram fortemente em 2012, continuam em alta, mas o ritmo de crescimento em 2013 já é bem menor. Os resultados evidenciam a melhora na solvência das empresas em 2013 na comparação com o ano passado.

O indicador de falências é construído com base na apuração dos dados mensais de falências (requeridas e decretadas) registradas na base de dados da Boa Vista Serviços, oriundas dos fóruns, varas de falências e dos Diários Oficiais e da Justiça dos estados. E o indicador de recuperações judiciais é construído com base na apuração dos dados mensais de recuperações judiciais (requeridas e deferidas) registradas na base de dados e também oriundas dos fóruns, varas de falências e dos Diários Oficiais e da Justiça dos estados.

Comentários

comentários