Nota de Política Monetária do BC: Inadimplência PF com recursos livres se manteve em 6,5%. Saldo de crédito acumula alta de 13,7% em 12 meses.

Segundo o Banco Central, o estoque total de empréstimos e financiamentos em março de 2014 alcançou R$2.759 bilhões no mês, elevando-se 13,7% na comparação com o mesmo mês de 2013. A relação crédito/PIB atingiu 55,9% ante 55,8% no mês de fevereiro. Na evolução mensal, o saldo de crédito destinado às empresas aumentou 1,1%, alcançando R$1.477 bilhões, e o saldo destinado às famílias totalizou R$1.282 bilhões após alta de 0,9% no mês.

As concessões totais de crédito atingiram R$305 bilhões no mês, tendo registrado aumento de 2,9% em março na comparação com o mês de fevereiro. O feriado de carnaval influenciou a concessão para pessoas físicas, que recuou 1,9%. Em relação às concessões para pessoas jurídicas, houve elevação de 8,1%, resultado devido, sobretudo, aos avanços nas categorias de repasses externos, desconto de duplicatas e aquisição de recebíveis. No acumulado em 12 meses, as concessões cresceram 12,0%.

nota 1

A inadimplência do sistema financeiro registrou estabilidade, mantendo-se em 3,0%, o menor patamar da série histórica iniciada em março de 2011. Tal estabilidade também foi observada nas operações com recursos livres (4,8%) e com recursos direcionados (1,0%).

A taxa média de juros das operações de crédito do sistema financeiro alcançou 21,1% em março, após elevação de 0,1 p.p. no mês e de 2,6 p.p. em 12 meses. No crédito com recursos livres, a taxa média situou-se em 31,6%, sendo 41,6% nos créditos pessoais e 23,1% para as empresas.  No crédito direcionado, o custo médio subiu de 7,6% para 8,0%.

O spread bancário das operações de crédito se manteve em 12,3%, no entanto, aumentou 0,6 p.p. na comparação interanual. Os spreads relativos aos segmentos de pessoas jurídicas e físicas corresponderam a 7,7% e 18,3%, respectivamente.

nota 2

 

 

 

 

 

Comentários

comentários