Indicador de registro de inadimplentes recua 3,3% em setembro, quarto recuo mensal consecutivo

 Acumulado nos últimos doze meses mostra elevação de 8,9%. Recuperação de crédito subiu 2,9% frente a agosto de 2012 e acumula alta de 14,5% nos últimos 12 meses.


Confira o indicador na íntegra – acesse aqui.

Registro de Inadimplentes:

10 de outubro de 2012 – Dados da Boa Vista Serviços com abrangência nacional indicam que a quantidade de novos registros de inadimplentes recuou 3,3% em setembro – variação mensal desconsiderando os efeitos sazonais. Nos doze meses encerrados em setembro houve avanço de 8,9%, comparado aos doze meses findos em setembro de 2011. O indicador vem mostrando sinais de desaceleração no ritmo de crescimento no médio/longo prazo, apresentando avanço de apenas 0,8% quando comparado a setembro de 2011.

Os resultados dos últimos meses sugerem que as melhorias nas condições do crédito na economia, influenciado pela queda da taxa básica de juros e spreads bancários, e o movimento contínuo do aumento da população com vínculo empregatício ao longo dos últimos meses, estão colaborando com a desaceleração do crescimento do número de inadimplentes. Neste sentido, projeções feitas pela Boa Vista Serviços indicam que 2012 acumulará um crescimento de 3,0% contra 2011.

O valor médio das dívidas incluídas em setembro foi de R$1.123, um recuo de 0,7% em relação a setembro de 2011 (dado ajustado pela sazonalidade e inflação).

Regiões

Na abertura regional, o Sudeste e o Norte obtiveram resultado abaixo da média nacional, com quedas no período de 4,0% e 6,9%, respectivamente. O acumulado dos últimos doze meses comparado aos doze anteriores aponta o Centro Oeste como a região que apresenta maior crescimento no número de registro de inadimplentes (12,1%), seguido do Sudeste (10,2%).

Varejo

Ao considerar apenas o setor de varejo, observa-se uma queda mais suave no mês de setembro na quantidade de novos registros de inadimplentes, com variação negativa de 2,2%, descontados os efeitos sazonais. A maior retração foi percebida na região Centro-Oeste com um recuo de 4,1%. A região Sul foi a única a apresentar crescimento (1,3%).

O indicador de abrangência nacional acumula crescimento de 10,3% nos dozes meses findos em setembro de 2012, comparado aos doze meses encerrados em setembro de 2011.

Recuperação de crédito:

Brasil

O indicador de recuperação de crédito – obtido a partir da quantidade de exclusões dos registros de inadimplentes – avançou 2,9% em relação a agosto, descontados os efeitos sazonais. O acumulado dos últimos doze meses é 14,5% maior que o dos doze anteriores. Comparado ao mesmo mês do ano anterior, o indicador de setembro apresenta alta de 17,3%.

É esperada a manutenção da tendência de crescimento do indicador em 2012 frente ao ano anterior. Estimativas da Boa Vista Serviços indicam uma variação acumulada em 2012 de 10%, quando comparado a 2011.

Regiões

A região Nordeste foi a que mais se destacou em comparação com o avanço do indicador nacional, com aumento de 4,6% em relação a agosto, expurgados os efeitos sazonais. A única região que sofreu queda no indicador foi a Norte, retraindo 1,6%. No período de outubro de 2011 a setembro de 2012, a maior alta acumulada é a da região Centro Oeste (16,8%), seguida da Sudeste (15,1%), em comparação ao intervalo entre outubro de 2011 e setembro de 2012.

Varejo

O indicador que considera apenas a recuperação de crédito no varejo apresentou elevação mais suave que o geral: 1,0% frente a agosto após ajuste sazonal. O maior crescimento foi observado na região Sudeste (2,4%) no mesmo período de comparação. Já a maior retração foi apresentada pelo Norte (6,7%).

Comparando-se a setembro de 2011, o indicador mostra expansão de 16,5%.

 

Comentários

comentários