Indicador de Risco de Crédito encerra 2015 em patamar superior ao registrado em 2014, segundo Boa Vista SCPC

O Indicador de Risco de Crédito (IRC) da Boa Vista SCPC apontou que os consumidores que buscaram crédito nos últimos 12 meses aumentaram em 1,7% o risco de se tornarem inadimplentes no 4º trimestre de 2015, em relação ao mesmo período de 2014, registrando 100,0 pontos. Na comparação com o trimestre anterior, o indicador recuou 0,1%, após decréscimo de 0,1 ponto no índice.

O IRC costuma ser utilizado como antecedente da inadimplência[1] dos consumidores brasileiros medida pelo Banco Central. O indicador iniciou uma trajetória de queda no segundo trimestre de 2012, antecipando o recuo observado do indicador do Banco Central a partir do quarto trimestre de 2012. De acordo com os últimos dados, o IRC começou a apontar que a taxa de inadimplência do Banco Central inicia 2016 com relativa estabilidade em relação ao fechamento de 2015.

Conforme gráfico abaixo, é possível observar a aderência do IRC com a taxa de inadimplência divulgada pelo Banco Central, que historicamente antecipa o indicador oficial em dois a três trimestres.

[1] Inadimplência de recursos livres acima de 90 dias para pessoas físicas medida pelo Banco Central.

irc

Metodologia

O IRC mostra o risco dos consumidores de se tornarem inadimplentes com base em modelos estatísticos. O Indicador de Risco de Crédito da Boa Vista SCPC avalia o risco mediano de uma amostra de indivíduos que buscaram crédito no mercado nos últimos 12 meses.

A série histórica deste indicador inicia no 1º trimestre de 2005 e está disponível em:

http://www.boavistaservicos.com.br/economia/risco-de-credito/

Comentários

comentários