Títulos protestados acumulam alta de 26,9% em 12 meses, segundo Boa Vista SCPC

O número total de títulos protestados no país registrou alta de 26,9% no acumulado em 12 meses, de acordo com os dados da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Mantida a base de comparação, tanto os protestos de empresas quanto os de consumidores iniciaram o ano em alta, registrando 19,9% e 37,8%, respectivamente.

Na comparação interanual (janeiro de 2016 contra janeiro de 2015), os títulos protestados subiram 20,6%. Separando-os por consumidores e empresas os resultados foram de 21,2% e 20,3%, respectivamente.

Na comparação mensal, o número de títulos protestados recuou 6,5%. Para as famílias os protestos diminuíram 28,3%, enquanto que para as empresas a elevação foi de 15,3%.

O valor médio dos títulos protestados para o mês de janeiro de 2016 foi de R$ 4.348, sendo R$ 2.790 para pessoas físicas e R$ 5.314 para as pessoas jurídicas. A tabela 1 mostra os dados citados.

graf1

Títulos protestados de empresas por regiões

Em janeiro de 2016, os títulos protestados de empresas representaram mais da metade do total dos protestos no país (61,7%). A região Sudeste contribuiu com a maior parcela dos títulos protestados (50,1%), seguida das regiões Sul (23,5%), Centro-Oeste (11,1%), Nordeste (10,9%) e Norte (4,4%).

No acumulado em 12 meses, todas as regiões encerraram o ano em alta, com destaque para o Centro-Oeste que obteve o maior crescimento, de 29,4%. Na comparação interanual, as regiões registraram valores bem superiores aos do ano passado, como por exemplo o Centro-Oeste, que registrou alta de 54,7%.

O maior valor médio dos títulos protestados em janeiro de 2016 foi na região Centro-Oeste (R$8.765), ante uma média nacional para pessoa jurídica de R$ 5.314. A tabela 2 mostra as variações nos protestos de títulos para as pessoas jurídicas entre as regiões do país para os diferentes períodos.

graf2

Nota metodológica

O indicador de títulos protestados mostra a evolução da quantidade de registros de débitos decorrentes de protestos de títulos, informados por cartórios de protestos no referido mês.

A série histórica deste indicador inicia em 2006 e está disponível em: http://www.boavistaservicos.com.br/economia/titulos-protestados/

Comentários

comentários

Posts relacionados

Para 46% dos consumidores, o Cadastro Positivo tem como principal benefício auxiliar na obtenção de crédito e contratação de financiamentos

Em pesquisa inédita com consumidores de todo o Brasil, a Boa Vista SCPC identificou que para 46% dos entrevistados, o Cadastro Positivo tem como principal objetivo auxiliar na obtenção de crédito e na contratação de financiamentos. Outros 26% acreditam que o banco de dados com informações positivas sobre consumidores classifica de forma mais assertiva e…

Movimento do Comércio sobe 2,2% em agosto

O Indicador Movimento do Comércio, que acompanha o desempenho das vendas no varejo em todo o Brasil, subiu 2,2% em agosto quando comparado a julho na análise com ajuste sazonal, de acordo com os dados apurados pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Na avaliação acumulada em 12 meses (setembro de 2016…

Boa Vista SCPC reúne especialistas para debater avanços e benefícios econômicos do Cadastro Positivo

A Boa Vista SCPC recebeu autoridades como Oscar Madeddu, do Banco Mundial, João André Pereira, do Banco Central do Brasil e César Calomino, da Equifax do Uruguai, para falar sobre o Cadastro Positivo e os seus impactos econômicos e sociais, inclusive em países em desenvolvimento onde já é uma realidade. Estes convidados também salientaram a…