Mais da metade dos consumidores afirma desconhecer que está com o “nome sujo”

Levantamento com 2.200 usuários do Portal Boa Vista Consumidor Positivo mostrou também que, apesar da existência do serviço gratuito online, 29% dos consumidores pagam por consulta de CPF

29% dos consumidores pagam por consulta de CPFMais da metade dos consumidores (54,9%) pesquisados pela Boa Vista Serviços afirma não ter conhecimento sobre a existência de dívida ou quem é o credor, condição indispensável para regularizar sua pendência financeira. Isso ocorre apesar do envio da carta de aviso de débito no momento da inclusão da pendência na base de dados do SCPC. Além disso, 29% dos consumidores pagam por consultas a seu CPF e 28% nunca haviam consultado antes. Esses dados foram obtidos por meio de um levantamento, realizado pela Boa Vista Serviços, com 2.200 consumidores de todo o Brasil, usuários do serviço de autoconsulta gratuita do portal www.consumidorpositivo.com.br. A enquete foi realizada de 6 a 16 de junho de 2013.
28% dos consumidores nunca consultaram o seu CPF
A Boa Vista Serviços fez três questões simples e diretas aos consumidores, quais sejam:

(1) antes de conhecer o Portal Boa Vista Consumidor Positivo, como você consultava o seu CPF?;
(2) antes da consulta, qual era o seu conhecimento a respeito da situação do seu CPF?;
(3) em caso de dívida registrada, quando pretende pagar?

Os consumidores também informaram o estado em que moram e a idade. Pessoas de 17 a 82 anos participaram da pesquisa.

O levantamento foi realizado com o objetivo de conhecer melhor o perfil de usuários da autoconsulta gratuita no Portal Boa Vista Consumidor Positivo, tanto para o aprimoramento do serviço quanto para melhorar os programas de educação financeira e de sustentabilidade do crédito desenvolvidos pela Boa Vista Serviços.

Uma das informações obtidas pelo levantamento e que mais surpreendeu foi o fato de quase um terço dos consumidores (29%) pagar pela consulta. O diretor de marketing, inovação e sustentabilidade da Boa Vista Serviços, Fernando Cosenza, ressalta a importância de amplificar a informação de que o acesso gratuito a essa consulta é direito do consumidor, e pode ser realizado pela Internet com toda praticidade e segurança. “O consumidor pode fazer a sua autoconsulta gratuita onde e quando quiser. Pode contar também com os balcões de atendimento do SCPC em todo o Brasil, se preferir”.

O levantamento evidencia também o grande interesse do consumidor em ter conhecimento sobre a situação do seu CPF, informação imprescindível para a gestão da sua vida financeira e de crédito. “A importância do serviço de autoconsulta pela Internet é indiscutível, também porque facilita ao consumidor acesso aos meios necessários para entrar em contato com seu credor e renegociar suas dívidas”, afirma Cosenza. E acrescenta: “pode-se questionar como a pessoa não sabe para quem deve, mas é preciso considerar que nem sempre é uma questão de desorganização ou eventual fraude. Às vezes, o consumidor não associa o nome fantasia à razão social do credor e na falta da informação precisa, vai deixando de lado algo que se torna uma complicação para ele”, analisa o executivo.

Entre os consumidores pesquisados e que possuem pendência, 20,7% manifestaram intenção de quitar a dívida em até 30 dias, outros 22,7% pretendem acertar em até 90 dias. E 56,6% não sabem em que prazo poderão pagar o compromisso.

Sobre a autoconsulta online gratuita

A autoconsulta online é um serviço pioneiro e inédito oferecido gratuitamente pela Boa Vista Serviços, administradora do SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), por meio do Portal Boa Vista Consumidor Positivo. Permite que o consumidor, após um cadastro que gerará uma senha e um logon individualizados, consulte o próprio CPF com segurança, privacidade e praticidade de forma gratuita, por meio da internet, de qualquer localidade do País, 24 horas por dia, 7 dias da semana. Não há limite de consultas.

Sobre o Portal Boa Vista Consumidor Positivo

O Portal Boa Vista Consumidor Positivo reúne ainda outros serviços gratuitos como o SOS Cheques e Documentos. Por meio dele, quando um consumidor é furtado, roubado ou tem algum documento ou folha de cheque extraviados, pode registrar um alerta on-line, que é visto por mais de 1 milhão de empresas que efetuam consultas no SCPC no momento da venda ou contratação de serviços. Esta medida simples e eficaz reduz a possibilidade de fraude em até 60%.

 

Comentários

comentários

Posts relacionados

Movimento do Comércio sobe 1,5% em setembro

O Indicador Movimento do Comércio, que acompanha o desempenho das vendas no varejo em todo o Brasil, subiu 1,5% em setembro quando comparado a agosto na análise com ajuste sazonal, de acordo com os dados apurados pela Boa Vista SCPC. Na avaliação acumulada em 12 meses (outubro de 2016 até setembro de 2017 frente ao…

IBC-BR recua 0,38% em agosto e 1,0% no acumulado 12 meses

18 de outubro 2017 – Segundo o Banco Central, o indicador antecedente da atividade econômica (IBC-BR[1]) recuou 0,38% na comparação mensal contra o mês de julho (dados dessazonalizados). Considerando a variação acumulada em 12 meses, o ritmo de queda segue diminuindo: a leitura de agosto apresentou um recuo de 1,0% (após registrar queda de 1,4%…

Volume de serviços recua 1,0% em agosto e 4,5% no acumulado 12 meses

Segundo a Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) do IBGE, o volume de serviços apresentou queda de 1,0% em agosto contra o mês anterior (dados dessazonalizados). A categoria de serviços prestados às famílias foi a única a apresentar queda (-4,8%), bastante atípica para o mês considerando o histórico da série. Os demais grupos apresentaram crescimento: Serviços…