Contas de água, luz e telefone são as “vilãs” do orçamento doméstico

Pesquisa da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), feita em todo o Brasil, revelou que as contas de consumo (como as de água, luz, gás, telefone e TV a cabo) são consideradas as maiores “vilãs” do orçamento doméstico. A fatia dos que apontaram essas contas como a principal causa de problemas no orçamento das famílias foi de 37%, um salto de 14 pontos percentuais em comparação aos 23% que manifestaram essa opinião no ano passado.

contas1

Em segundo lugar, apareceram os gastos com alimentação, lembrados por 29%, uma elevação de 6 pontos percentuais na comparação com 2015. Depois vieram impostos e transportes, ambos com 8%.

As mulheres são as que mais sentem o impacto das contas de consumo no orçamento doméstico: 40% delas apontaram essas contas como causa maior de dificuldades no orçamento, em comparação à fatia de 36% dos homens.

Na divisão por regiões, as contas de consumo tiveram mais impacto no Norte, onde 47% fizeram essa constatação, seguido pelo Centro-Oeste (42%), Sudeste (39%) e Sul (33%). Os consumidores do Nordeste foram os únicos a considerar que a alimentação (30%) teve peso maior do que essas contas (27%).

De acordo com a pesquisa da Boa Vista SCPC, as contas de luz pesaram principalmente no orçamento dos consumidores das classes D/E (41%). O impacto foi sentido por 34% dos entrevistados na classe C e por 29% nas A/B.

Quando se usa o critério de perfil de consumo, o levantamento mostrou que as contas de luz tiveram impacto maior no orçamento dos “muito econômicos” (61%). O item alimentação prevaleceu sobre essas contas entre os “muito consumistas” (48%) e os “econômicos” (32%).

O levantamento da Boa Vista SCPC aconteceu de 2 a 23 de fevereiro em todas as regiões do País.

Confira a Pesquisa Hábitos de Consumo – Dia Mundial do Consumidor 2016 na íntegra no endereço: http://www.boavistaservicos.com.br/wp-content/uploads/2016/03/resultados-pesquisa-dia-mundial-consumidor-2016.pdf

Nota metodológica

Os dados da pesquisa “Hábitos de Consumo – Dia Mundial do Consumidor 2016” foram obtidos por meio de um levantamento eletrônico realizado pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), de 02 a 23 de fevereiro de 2016, com 504 consumidores usuários do site Consumidor Positivo www.consumidorpositivo.com.br. Para leitura geral dos resultados, deve-se considerar 95% de grau de confiança e margem de erro de 4%, para mais ou para menos.

Comentários

comentários

Posts relacionados

Movimento do Comércio sobe 1,5% em setembro

O Indicador Movimento do Comércio, que acompanha o desempenho das vendas no varejo em todo o Brasil, subiu 1,5% em setembro quando comparado a agosto na análise com ajuste sazonal, de acordo com os dados apurados pela Boa Vista SCPC. Na avaliação acumulada em 12 meses (outubro de 2016 até setembro de 2017 frente ao…

IBC-BR recua 0,38% em agosto e 1,0% no acumulado 12 meses

18 de outubro 2017 – Segundo o Banco Central, o indicador antecedente da atividade econômica (IBC-BR[1]) recuou 0,38% na comparação mensal contra o mês de julho (dados dessazonalizados). Considerando a variação acumulada em 12 meses, o ritmo de queda segue diminuindo: a leitura de agosto apresentou um recuo de 1,0% (após registrar queda de 1,4%…

Volume de serviços recua 1,0% em agosto e 4,5% no acumulado 12 meses

Segundo a Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) do IBGE, o volume de serviços apresentou queda de 1,0% em agosto contra o mês anterior (dados dessazonalizados). A categoria de serviços prestados às famílias foi a única a apresentar queda (-4,8%), bastante atípica para o mês considerando o histórico da série. Os demais grupos apresentaram crescimento: Serviços…