Com avanço de 15,7% em julho, Confiança da indústria já recupera 73% do perdido em março e abril

Segundo a Fundação Getúlio Vargas (FGV), o Índice de Confiança da Indústria (ICI) ficou em 89,8 pontos em julho, avançando 15,7% em relação ao mês anterior, na série livre de influências sazonais. Já em relação a julho do ano passado, o indicador recuou 5,9%.

Analisando os indicadores que compõem o ICI, observa-se alta em todos os indicadores, o Índice de Situação Atual (ISA) subiu 12,5% no mês, enquanto o Índice de Expectativas (IE) aumentou 18,8% em relação a junho. Na comparação com julho de 2020, o ISA recuou 5,9% e o IE recuou 5,4%.

Assim como os indicadores de Confiança do Comércio e do Consumidor, o Índice de Confiança da Indústria apresentou um relevante avanço no mês de julho, acompanhando a tendência de junho e maio, após em abril atingir o maior recuo mensal e o menor valor desde o início da série histórica. Também seguindo a tendência dos outros indicadores de confiança, apesar do Índice da situação atual também avançar significativamente, o destaque ficou para o índice de expectativas futuras, com ênfase para a produção prevista e emprego previsto. Impactados pela crise mundial derivada da pandemia do Covid-19, as perspectivas de recuperação do setor já estão mais positivas, a grande maioria dos segmentos do setor progrediram, entretanto o retorno completo ainda está em função da recuperação completa da economia.

Observou-se aumento da confiança em 18 dos 19 segmentos industriais pesquisados, consequência da melhora na percepção da situação atual pelos empresários e, principalmente, nas expectativas em relação para os próximos 3 e 6 meses.

O Nível de Utilização da Capacidade Instalada (NUCI) avançou em julho, atingindo 72,3% na série livre de efeitos sazonais. 


Buscar por período:

TAGS

Posts relacionados

Reabertura com crédito

A flexibilização do comércio em diferentes regiões do Brasil traz incertezas na decisão de concessão de crédito. Diante deste cenário, a Boa Vista identificou um movimento de aceleração da adoção ao Cadastro Positivo pelas pequenas, médias e grandes empresas. Desde o início da pandemia, já somam mais de um milhão de consultas às soluções da…

IPCA avança 0,36% em julho, sendo o maior resultado para um mês de julho desde 2016

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) avançou 0,36% no mês de julho. No acumulado em 12 meses houve evolução para 2,31%, 0,18 p.p. acima da variação observada em junho.  Com esse resultado, o indicador acumulou alta de 0,46% no ano. O grupo Transportes (0,78%) foi o que registrou maior impacto positivo sobre o…

Pedidos de falência recuam 12,6% em julho

Os pedidos de falência caíram 12,6% em julho, na comparação com junho, segundo dados com abrangência nacional da Boa Vista. Mantida a base de comparação, os pedidos de recuperação judicial e as recuperações judiciais deferidas diminuíram 37,6% e 37,9%, respectivamente. Por outro lado, as falências decretadas registraram alta de 16,8% na variação mensal. Na análise…