Confiança do Comércio registra maior nível desde fevereiro de 2019

Segundo a Fundação Getúlio Vargas, o Índice de Confiança do Comércio (ICOM) avançou 1,3% em relação a dezembro, para 98,1 pontos, na série livre de influências sazonais. O Índice de Situação Atual (ISA) recuou 1,2% no mês, enquanto o Índice de Expectativas (IE) também caiu 0,2% na mesma base de comparação. Em relação a janeiro do ano passado, o ICOM, o ISA e o IE registraram variação de -3,9%, -0,8% e -6,1%, respectivamente.

A confiança do consumidor terminou em 2019 com ligeiro avanço comparado com novembro, fechando o ano em 96,8 pontos, situação acima da média histórica. Diferentemente da confiança do consumidor, divulgada na sexta-feira (24), a confiança do comércio registrou avanço em janeiro, atingindo maior nível desde fevereiro de 2019. Apesar do índice de confiança do consumidor apresentar avanço neste período, os indicadores de expectativas e situação atual recuaram no mês, evidenciando um cenário de recuperação gradual da economia. 


Buscar por período:

TAGS

Posts relacionados

Demanda por crédito do consumidor avança 1,2% em janeiro

A demanda por crédito do consumidor avançou 1,2% em janeiro na comparação com dezembro, já descontadas as influências sazonais, de acordo com dados nacionais da Boa Vista. Na comparação com janeiro de 2019, o indicador recuou 2,1%. Já no acumulado em 12 meses, houve avanço de 3,3%. Considerando os segmentos que compõem o indicador, o…

Dicas de como proteger os documentos no carnaval

No carnaval, infelizmente são muito comuns os furtos de documentos, cartões e celulares. Então, se o consumidor quer ir para a folia em lugares abertos e com muita gente, é preciso ficar atento. A Boa Vista oferece algumas dicas para que o consumidor possa aproveitar o carnaval com mais segurança e para tentar evitar algum…

Consumidores com aumentos frequentes em operações de crédito são mais propensos à inadimplência

Recuperação de crédito recua 3,9% em janeiro

O indicador de recuperação de crédito – obtido a partir da quantidade de exclusões dos registros de inadimplentes da base da Boa Vista – registrou queda de 3,9% em janeiro contra dezembro, já descontados os efeitos sazonais. No acumulado em 12 meses (fevereiro de 2019 a janeiro de 2020), o indicador recuou 2,9%. Já em…