Confiança do Comércio volta a subir em outubro após queda em setembro

Segundo a Fundação Getúlio Vargas, o Índice de Confiança do Comércio (ICOM) subiu 1,2% em relação a setembro, para 98,4 pontos, na série livre de influências sazonais. O Índice de Situação Atual (ISA) cresceu 3,3% no mês, enquanto o Índice de Expectativas (IE) recuou 0,6% na mesma base de comparação. Em relação a outubro do ano passado, o ICOM, o ISA e o IE registraram variação de 4%, 3,2% e 3,8%, respectivamente.

Diferentemente da confiança do consumidor, divulgada ontem, a confiança do comércio registrou alta em outubro após recuo no mês anterior. O aumento observado no mês se deu pela melhora na percepção dos empresários em relação ao momento atual, enquanto o índice de expectativas apresentou ligeira queda. O movimento deve ser reflexo de um possível aumento das vendas do setor no período, impulsionado, principalmente, pelo resgate dos recursos do FGTS.


Buscar por período:

TAGS

Posts relacionados

Inadimplência do consumidor cai 1% em novembro, segundo a Boa Vista

De acordo com dados nacionais da Boa Vista, a inadimplência do consumidor recuou 1% em novembro na comparação com outubro, já descontados os efeitos sazonais. Em relação a novembro do ano passado, o indicador subiu 0,6%. Com isto, ele acumula queda de 2,7% no ano e no acumulado 12 meses (dezembro de 2018 até novembro…

Pedidos de falência caem 25,7% em novembro

Os pedidos de falência caíram 25,7% em relação a outubro, segundo dados com abrangência nacional da Boa Vista. Já as falências decretadas recuaram 10,9% na variação mensal, enquanto os pedidos de recuperação judicial e as recuperações judiciais deferidas diminuíram 43,9% e 34,5%, respectivamente. No acumulado em 12 meses (dezembro de 2018 até novembro de 2019…

Produção Industrial avança pelo terceiro mês consecutivo

Dados divulgados hoje pelo IBGE revelam que a Pesquisa Industrial Mensal – Produção Física (PIM-PF) avançou 0,8% em outubro, na comparação mensal ajustada sazonalmente. Já referente ao acumulado dos últimos doze meses, a atividade industrial recuou 1,3%. No acumulado de 2019, o setor também registrou queda de 1,1% em relação ao mesmo período do ano…