COPOM reduz Selic para 7,50% ao ano

Decisão baixou em 0,75p.p. a taxa de juros estimada para o fim de ano

O Comitê de Política Monetária (COPOM) decidiu (com unanimidade e sem viés) pela diminuição de 0,75 ponto percentual da taxa Selic, que agora atingiu o patamar de 7,50% a.a – Considerando seu histórico (conforme gráfico abaixo), o nível é equivalente ao observado em agosto de 2012.xxxx

De acordo com a nota, o “conjunto dos indicadores de atividade econômica divulgados desde a última reunião do Copom mostra sinais compatíveis com a recuperação gradual da economia brasileira”. Ademais, o comitê ponderou um “cenário externo (…) favorável, na medida em que a atividade econômica global vem se recuperando sem pressionar em demasia as condições financeiras nas economias avançadas”, fatores que contribuem, por sua vez, a um maior interesse de outras economias aos países emergentes.

Com relação à inflação, o comportamento seguiu favorável[1]. Contudo, há alguns fatores de riscos, como por exemplo, o insucesso da continuidade das reformas econômicas (pode exercer uma pressão altista na trajetória de inflação, impactando o rumo da política monetária) ou ainda uma nova onda de choques favoráveis nos preços de alimentos (que podem agir no sentido oposto, produzindo uma trajetória inflacionária abaixo do esperado.

[1] As projeções de inflação consideradas pelo Boletim Focus foram: 3,3% para 2017; 4,3% para 2018 e 4,2% para 2019.


Buscar por período:

TAGS

Posts relacionados

Para BC, atividade econômica continua a apresentar queda na análise 12 meses, apesar do avanço mensal de 1,1%

Comentários:                                                                                                             …

Volume de Serviços avança 2,9% em agosto, mas acentua queda na análise em 12 meses

  Comentários:                                                                                                           …

IPCA avança 0,64% em setembro, sendo o maior resultado para um mês de setembro desde 2003

Comentários: De acordo com o IBGE, o IPCA registrou alta de 0,64% no mês de setembro. No 3° trimestre houve elevação em 1,24% e no ano o índice aponta alta de 1,34%. O resultado acumulado em 12 meses é de alta em 3,14% e o boletim Focus da última segunda-feira (05/10) mostra que a mediana…