IBC-BR: Índice de atividade do Banco Central sobe 1,5% em julho

Por Yan Cattani, economista da Área de Indicadores e Estudos Econômicos da Boa Vista SCPC  

Segundo o Banco Central o principal indicador coincidente da atividade econômica, o IBC-BR, registrou alta de 1,5% em julho, na comparação mensal dos dados dessazonalizados. A variação mensal ficou acima das projeções do mercado, que esperavam alta de 1%.

O resultado surpreende, pois fazendo uma simples comparação entre as variações do desempenho do varejo e da produção industrial, ocorreu em maior magnitude.  Exemplificando, enquanto a divulgação da Pesquisa Mensal do Comércio indicou queda nos valores dessazonalizados de 1,1% nas vendas do varejo restrito, a produção industrial obteve alta de 0,7% no período, mantida a base de comparação. Há de se ressaltar a simplicidade do cálculo, pois o crescimento da indústria não pode ser medido somente por sua produção, tampouco o resultado do setor de serviços ser resumido ao desempenho do comércio (representa cerca de 18% do total de serviços), além de não contabilizar o resultado da agropecuária. Contudo, geralmente tais resultados costumam ser boas aproximações para o indicador do BC.

Este é o primeiro número acima de 1% registrado no ano, com exceção de janeiro, que crescera na ocasião 1,1%. Apesar da elevação, o resultado não demonstra grande robustez, devolvendo à economia apenas 0,5% de crescimento em termos líquidos, já que as perdas aferidas durante o primeiro semestre totalizaram -1%.  Ademais, na avaliação dos valores acumulados em 12 meses ainda há forte tendência de desaceleração, passando de 1,5% registrados em junho, para 1,2% nesta última aferição. Os últimos dados do PIB comparados com o mesmo cálculo obtido pelo indicador do BC reiteram esta tendência. Sendo assim, o cenário ainda aponta debilidade da economia ao longo dos próximos meses, sugerindo um crescimento da atividade econômica em torno de 0,5% em 2014.

ibcbr jul2014

Posts relacionados

34% dos consumidores dizem não ter controle dos ganhos e gastos

Para investigar os hábitos sobre controle orçamentário e fontes de informações sobre o tema, a Boa Vista SCPC realizou uma pesquisa inédita com aproximadamente 1200 consumidores, de todo o Brasil, e constatou que 34% dos entrevistados não controlam o quanto ganham e gastam no mês. Realizada entre os meses de maio e julho, a pesquisa…

Percentual de cheques devolvidos atinge 1,70% em outubro

O número de cheques devolvidos (segunda devolução por falta de fundos) como proporção do total de cheques movimentados[1] foi de 1,70% em outubro, registrando considerável redução em relação ao mesmo mês do ano anterior (-0,76 p.p.). Na comparação mensal, o percentual de cheques devolvidos sobre movimentados diminuiu frente ao mês de setembro (quando o nível…

Vendas no varejo crescem 0,5% em setembro e caem 0,6% no acumulado 12 meses

De acordo com a Pesquisa Mensal do Comércio (PMC) divulgada pelo IBGE, o volume de vendas no Varejo restrito subiu 0,5% em setembro na comparação mensal (com ajuste sazonal), enquanto na variação acumulada em 12 meses, a trajetória do indicador apresentou melhora de 1 p.p. em relação ao mês anterior, apresentando retração de apenas 0,6%….