IBC-BR recua 0,38% em agosto e 1,0% no acumulado 12 meses

18 de outubro 2017 – Segundo o Banco Central, o indicador antecedente da atividade econômica (IBC-BR[1]) recuou 0,38% na comparação mensal contra o mês de julho (dados dessazonalizados). Considerando a variação acumulada em 12 meses, o ritmo de queda segue diminuindo: a leitura de agosto apresentou um recuo de 1,0% (após registrar queda de 1,4% em julho). Na comparação com agosto do ano anterior o indicador revelou crescimento de 1,64%.

 

xxxxx

O resultado acompanha o comportamento dos indicadores de atividade divulgados pelo IBGE, que recuaram na última divulgação mensal. A Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) foi o destaque baixista do mês, uma vez que sua queda em agosto foi de 1,0% na comparação com julho (dados dessazonalizados). A Pesquisa Mensal da Indústria (PIM) recuou 0,8% no mesmo período, enquanto que a Pesquisa Mensal do Comércio restrita (PMC) caiu 0,5%.xxxxx

A despeito da piora mensal apontada pelos indicadores de atividade no último mês, ainda há espaço para melhora do IBC-BR, que poderá ser influenciado em especial pelo setor de comércio no final do ano.  Dessa forma, a trajetória do acumulado em 12 meses deverá seguir tendência de recuperação, ainda que em ritmo moderado.

[1] O IBC-BR é considerado a proxy mensal do PIB

Posts relacionados

Movimento do Comércio sobe 0,4% em outubro

O Indicador Movimento do Comércio, que acompanha o desempenho das vendas no varejo em todo o Brasil, subiu 0,4% em outubro quando comparado a setembro na análise com ajuste sazonal, de acordo com os dados apurados pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Na avaliação acumulada em 12 meses (novembro de 2016…

34% dos consumidores dizem não ter controle dos ganhos e gastos

Para investigar os hábitos sobre controle orçamentário e fontes de informações sobre o tema, a Boa Vista SCPC realizou uma pesquisa inédita com aproximadamente 1200 consumidores, de todo o Brasil, e constatou que 34% dos entrevistados não controlam o quanto ganham e gastam no mês. Realizada entre os meses de maio e julho, a pesquisa…

Percentual de cheques devolvidos atinge 1,70% em outubro

O número de cheques devolvidos (segunda devolução por falta de fundos) como proporção do total de cheques movimentados[1] foi de 1,70% em outubro, registrando considerável redução em relação ao mesmo mês do ano anterior (-0,76 p.p.). Na comparação mensal, o percentual de cheques devolvidos sobre movimentados diminuiu frente ao mês de setembro (quando o nível…