IBC-BR sobe 1,3% em setembro e encerra o 3º trimestre com alta de 9,5% em relação ao trimestre anterior

No acumulado em 12 meses, contudo, queda passou de 3,1% para 3,3%

Comentários:                                                                            

  • De acordo com o Banco Central, o indicador antecedente da atividade econômica (IBC-BR[1]) avançou 1,3% em setembro na comparação mensal dos dados dessazonalizados. Por outro lado, o indicador ainda aponta queda na comparação interanual, de 0,8% na divulgação atual.
  • O resultado acumulado no ano registra queda de 4,9%, ante -5,5% em agosto. Porém, na análise de longo prazo, medida pela variação acumulada em 12 meses, o ritmo de queda acelerou, passando de -3,1% para -3,3%.
  • O 3º trimestre de 2020 foi de clara retomada da atividade econômica em relação ao trimestre anterior. Neste período o IBC-BR obteve alta de 9,5%, ao passo que as pesquisas de Indústria, Comércio e Serviços, feitas pelo IBGE, marcaram 22,3%, 17,2% e 8,6%, respectivamente.
  • Em relação ao 3º trimestre de 2019, somente o Comércio obteve alta, de 6,3%, enquanto o IBC-BR registrou queda 3,0% nesta base de comparação.

Perspectivas:

  • Após contrações expressivas em março e abril na comparação mensal dos dados ajustados, o número de setembro reforçou a retomada da atividade econômica pelo 5º mês consecutivo, seguindo a tendência de outros dos indicadores econômicos. Contudo, na análise acumulada dos últimos 12 meses a curva se manteve em queda.
  • No período até setembro já foi recuperado 83,0% da perda acumulada no bimestre março-abril, de acordo com os dados dessazonalizados.
  • A variação mensal resultou da tendência apontada pelas demais pesquisas dos setores de atividade econômica divulgadas pelo IBGE: Pesquisa Industrial Mensal, Pesquisa Mensal do Comércio e Pesquisa Mensal de Serviços apresentaram as seguintes variações no período, de 2,6%, 0,6% e 1,8%, respectivamente.

  

 

[1] O IBC-BR é considerado o indicador antecedente do PIB

 

Nota:

Os dados aqui apresentados fazem referência ao mercado em geral e não possuem qualquer ligação com os dados operacionais da Boa Vista S.A. As opiniões aqui expressas são independentes e de autoria da área de Indicadores e Estudos Econômicos da empresa, que não tem acesso às informações operacionais da Boa Vista S.A.


Buscar por período:

TAGS

Posts relacionados

Informe Semanal – Fintechs e Bancos Digitais

Bancos Digitais O banco digital C6 Bank, criado em 2018 por ex-sócios do banco BTG pactual, anunciou na última sexta que atingiu a marca de 6 milhões de usuários no Twitter, segundo a empresa: “Do zero aos 6 milhões de C6 Lovers!”. Nubank, o maior banco digital brasileiro, anunciou a ferramenta de transferência de dinheiro…

Informe Matinal – 13.05.2021

  Brasil e Mercados O receio em relação à inflação americana já constava na última ata do Copom divulgada esta semana. Tal receio, em princípio, virou realidade. O índice de preços ao consumidor americano atingiu 4,2% no ano em abril, acima das projeções que apontavam para 3,6%. Isso repercutiu em vários mercados, o dólar subiu,…

BC confirma recuo da atividade econômica e aponta queda de 1,59% em março

Comentários:  • De acordo com o Banco Central, o indicador antecedente da atividade econômica (IBC-BR) recuou 1,59% em março na comparação mensal, de acordo com dados dessazonalizados. Com relação ao mesmo mês do ano passado houve alta de 6,26%. • Na análise do resultado acumulado em 12 meses o indicador apontou desaceleração da queda, passando…