Informe Semanal – Fintechs e Bancos Digitais

Bancos Digitais O banco digital C6 Bank, criado em 2018 por ex-sócios do banco BTG pactual, anunciou na última sexta que atingiu a marca de 6 milhões de usuários no Twitter, segundo a empresa: “Do zero aos 6 milhões de C6 Lovers!”. Nubank, o maior banco digital brasileiro, anunciou a ferramenta de transferência de dinheiro via WhatsApp com seu cartão de débito. O serviço será oferecido pelo Facebook Pay e processado pelo Facebook Pagamentos e Cielo. Banco Inter fechou uma parceria com a seguradora japonesa Sompo Seguros, nesta terça-feira, para oferecer apólices de seguro habitacional no seu aplicativo. A parceria terá inicialmente uma duração de 15 anos. Em sequência, com a meta de atingir 20 milhões de clientes, o banco anunciou a intenção de lançar dentro de dez dias uma plataforma digital de shopping para não correntistas. O objetivo dessa iniciativa é oferecer produtos que já existem no aplicativo, podendo incluir investimentos e cashback ou limite de crédito para funcionarem como forma de engajamento. O banco digital Modalmais anunciou lucro líquido ajustado de R$ 24,0 milhões no 1º trimestre de 2021 com margem líquida de 19,3%. No mesmo período do ano passado o resultado foi de R$ 3,2 milhões. A receita líquida apresentou crescimento de 79,8% contra o 1T20, enquanto as receitas de prestação de serviços aumentaram 52,2%, mantida a base de comparação.   Fintechs e empresas de tecnologia  De acordo com a oitava edição do Insite Fintech Report, relatório mensal produzido pelo Distrito Dataminer, as fintechs brasileiras receberam U$S 731 milhões nos quatro primeiros meses de 2021. Esse total é seis vezes superior ao valor investido no mesmo período do ano passado. Foram realizados 45 aportes, sendo que só em abril o valor foi de U$S 123 milhões em 12 deals. No mesmo sentido, o relatório indica que houveram 14 fusões e aquisições até o final de abril. O setor vem apresentando bom ritmo de crescimento e tornando o mercado cada vez mais competitivo. O Guiabolso, aplicativo que tem como objetivo educar e auxiliar na vida financeira dos seus usuários através da análise de dados bancários, firmou uma parceria com a fintech mexicana Finerio. O objetivo da parceria será de expandir para novos mercados na América Latina e de se adiantar e se preparar para as novas oportunidades decorrentes da implementação do open banking. A Creditas, fintech unicórnio de empréstimos com garantias (imóvel e automóvel), lançou a Creditas Auto, plataforma 100% online que irá atuar como um espaço de compra e revenda de automóveis usados e seminovos da própria Creditas ou de outros vendedores terceirizados. A fintech Finby, em parceria com a IBM, anunciou a criação da primeira plataforma de cofinanciamento no Brasil. A empresa vem com a intenção de desburocratizar o mercado de consórcio no Brasil, tornando o processo de cofinanciamento, a partir do uso de tecnologia, mais acessível e sem restrições. Liderada pela Accial Capital, a fintech brasileira a55, que financia empréstimos para outras empresas de tecnologia, recebeu um aporte de US$ 35 milhões para consolidar suas operações no México. A Divibank, fintech que fornece capital para PMEs e startups investirem em marketing digital, recebeu um aporte de R$ 20 milhões liderado pelo fundo Better Tomorrow Ventures. O investimento semente será utilizado para investir em tecnologia, escalar as operações da fintech e acelerar o marketing digital no Brasil. Tendo em vista os serviços de promoções e cashback, a Méliuz anunciou nesta quinta-feira (12) a compra da startup Promobit por cerca de R$ 13 milhões. Dona de uma plataforma online que compartilha descontos e recomenda produtos, a startup recebe em média 10,4 milhões de acessos por mês. Com a transação, a Méliuz aumenta seu poder diante das redes que vinculam promoções em seu sistema e passa a competir com a Mosaico (Zoom), Buscapé e Bondfaro. Também com a intenção de potencializar os serviços de cashback e aumentar sua participação no processo de compras, a Mosaico – empresa de comércio eletrônico – anuncia o funcionamento de sua nova plataforma de cashback, que será disponibilizada de forma gradual aos consumidores da Zoom. A plataforma contará com o BTG Pactual como parceiro financeiro responsável pela carteira virtual do serviço. Ademais, o recurso será capaz de alimentar o banco de dados de compra da empresa, dando informações sobre produtos mais visados e ajudando na criação e personalização de novos itens. Por fim, a Getnet fechou um acordo para aquisição da empresa catarinense de tecnologia Eyemobile, completando sua segunda aquisição nos últimos meses. A empresa adquirida oferece tecnologias de gestão para empreendedores que realizam vendas pela internet. Com essa operação, a Getnet visa fortalecer sua atuação no segmento através da oferta de serviços para PMEs.   Fonte: Fintech Report Brasil 2020 Fonte: Fintech Report Brasil 2020 __   INDICADORES ECONÔMICOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *