Para BC, atividade econômica recuou 0,16% em julho

De acordo com o Banco Central, o indicador antecedente da atividade econômica (IBC-BR) caiu 0,16% em julho na comparação mensal, de acordo com dados dessazonalizados. Já referente ao acumulado dos sete primeiros meses do ano, o indicador apontou alta de 0,78% contra o mesmo período do ano passado. Nos últimos 12 meses o IBC-BR acumulou crescimento de 1,07%.

A queda de julho inverteu a trajetória de crescimento registrada nos últimos dois meses, contribuindo para desacelerar o resultado do indicador na análise 12 meses e no acumulado do ano. No entanto, segundo as demais pesquisas dos setores de atividade econômica divulgadas pelo IBGE, tal resultado se deu pela queda de 0,3% na Indústria e pelas variações de 1% e 0,8% nos setores de Comércio e Serviços, respectivamente.

Com o desempenho de julho, as últimas divulgações do IBC-BR mostram a dificuldade que os setores estão enfrentando em estabelecer um ritmo claro de recuperação em 2019, dado um cenário onde há sinais de fragilização no mercado trabalho e elevado nível de incerteza. Sendo assim, segundo as projeções reunidas no relatório Focus semanalmente, espera-se que a economia cresça em torno de 0,87% em 2019.

 

 

 


Buscar por período:

TAGS

Posts relacionados

Demanda por crédito do consumidor avança 1,2% em janeiro

A demanda por crédito do consumidor avançou 1,2% em janeiro na comparação com dezembro, já descontadas as influências sazonais, de acordo com dados nacionais da Boa Vista. Na comparação com janeiro de 2019, o indicador recuou 2,1%. Já no acumulado em 12 meses, houve avanço de 3,3%. Considerando os segmentos que compõem o indicador, o…

Dicas de como proteger os documentos no carnaval

No carnaval, infelizmente são muito comuns os furtos de documentos, cartões e celulares. Então, se o consumidor quer ir para a folia em lugares abertos e com muita gente, é preciso ficar atento. A Boa Vista oferece algumas dicas para que o consumidor possa aproveitar o carnaval com mais segurança e para tentar evitar algum…

Consumidores com aumentos frequentes em operações de crédito são mais propensos à inadimplência

Recuperação de crédito recua 3,9% em janeiro

O indicador de recuperação de crédito – obtido a partir da quantidade de exclusões dos registros de inadimplentes da base da Boa Vista – registrou queda de 3,9% em janeiro contra dezembro, já descontados os efeitos sazonais. No acumulado em 12 meses (fevereiro de 2019 a janeiro de 2020), o indicador recuou 2,9%. Já em…