Prévia das Sondagens de Confiança já apresentam dados positivos para o mês de junho

Fundação Getúlio Vargas (FGV IBRE) divulgou hoje (16/06) uma prévia extraordinária das Sondagens de Confiança Empresarial e do Consumidor.  Os dados apresentados já sinalizam positivamente para o mês de junho, uma vez que a confiança, influenciadas pelas expectativas futuras, cresceram no período.

Todos os setores que compõe a Confiança Empresarial apresentaram aumento na sua confiança, com destaque para a maior variação no Comércio, que recuperou aproximadamente 61% da perda acumulada em março e abril. Enquanto isso, a Indústria apresentou recuperação de 47%, Serviços de 45% e Construção 31%.

Já a Confiança dos Consumidores subiu 8,9 pontos, influenciado por uma variação de 5,1 pontos na percepção sobre a situação atual (ISAC), e aumento de 11,3 pontos no indicador das expectativas futuras (IE-C).

Segundo a Viviane Seda Bittencourt, Coordenadora das Sondagens da FGV IBRE, a prévia das Sondagens de junho sinaliza um movimento de recuperação da confiança perdida durante os meses de março e abril. Sendo que a flexibilização das medidas restritivas em diversos estados contribuiu positivamente para as expectativas dos próximos meses para os empresários, enquanto para os consumidores as melhoras de curto prazo ainda são incertas.

Importante notar que os índices ainda continuam baixos em relação a termos históricos, mas já apresentam significativa evolução.


Buscar por período:

TAGS

Posts relacionados

Reabertura com crédito

A flexibilização do comércio em diferentes regiões do Brasil traz incertezas na decisão de concessão de crédito. Diante deste cenário, a Boa Vista identificou um movimento de aceleração da adoção ao Cadastro Positivo pelas pequenas, médias e grandes empresas. Desde o início da pandemia, já somam mais de um milhão de consultas às soluções da…

IPCA avança 0,36% em julho, sendo o maior resultado para um mês de julho desde 2016

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) avançou 0,36% no mês de julho. No acumulado em 12 meses houve evolução para 2,31%, 0,18 p.p. acima da variação observada em junho.  Com esse resultado, o indicador acumulou alta de 0,46% no ano. O grupo Transportes (0,78%) foi o que registrou maior impacto positivo sobre o…

Pedidos de falência recuam 12,6% em julho

Os pedidos de falência caíram 12,6% em julho, na comparação com junho, segundo dados com abrangência nacional da Boa Vista. Mantida a base de comparação, os pedidos de recuperação judicial e as recuperações judiciais deferidas diminuíram 37,6% e 37,9%, respectivamente. Por outro lado, as falências decretadas registraram alta de 16,8% na variação mensal. Na análise…