Produção Industrial avança 13,1% em junho

Dados divulgados hoje pelo IBGE revelam que a Pesquisa Industrial Mensal – Produção Física (PIM-PF) registrou em junho alta de 13,1% na comparação mensal ajustada sazonalmente. O resultado ocorre após a queda expressiva de 11,0% em maio durante a greve dos caminhoneiros.

No acumulado em 12 meses a atividade industrial cresceu 3,2%.  Na comparação com junho do ano passado, a atividade subiu 3,5%. No primeiro semestre o indicador registrou crescimento de 2,3%.

Segundo a análise mensal dessazonalizada, a indústria de transformação cresceu em comparação com maio (14,4%). Dentre os ramos industriais houve alta da atividade em 22 dos 26 pesquisados, sendo os principais destaques positivos:  Veículos automotores, reboques e carrocerias (47,1%) e produtos alimentícios (19,4%). A atividade apresentou queda apenas nos ramos de farmoquímicos e farmacêuticos (-0,1%), impressão e reprodução de gravações (-1,8%) e outros equipamentos de transporte (-10,7%), sendo esta última a maior queda do mês.

pim-junDentre as grandes categorias, o desempenho positivo alcançou todos os grupos: Bens de Capital (25,6%), Bens Intermediários (7,4%) e Bens de Consumo (19,8%).

O movimento de junho aponta o maior crescimento mensal desde o início da série histórica, contribuindo para reverter as perdas apresentadas durante as paralisações dos caminhoneiros. Os resultados mostram alta expressiva entre as grandes categorias econômicas, em especial da categoria de bens de consumo duráveis, que foi influenciada principalmente pela maior produção de automóveis.

Posts relacionados

Consumidores dizem que gastarão menos neste Natal, mas valor médio dos gastos será 4,5% maior

14 de dezembro de 2018 – 72% dos consumidores disseram que gastarão menos dinheiro neste Natal e Fim de Ano, em relação ao ano passado, quando 75% tinham esta intenção. 11%, por sua vez, afirmaram que irão gastar mais, contra 9% em 2017. Por outro lado, o valor médio previsto com todos os gastos, por…

Vendas no varejo caem 0,4% em outubro

De acordo com a Pesquisa Mensal do Comércio (PMC) divulgada pelo IBGE hoje, o volume de vendas no Varejo restrito caiu 0,4% em outubro na comparação mensal com ajuste sazonal. No acumulado em 12 meses o indicador cresceu 2,7%. No acumulado do ano a evolução foi de 2,2% em relação a 2017. Avaliando as séries…

Boa Vista: PMC de outubro evidencia crise das grandes livrarias

Por trás da queda de 0,4% das vendas do varejo de outubro – após recuo de 1,3% em setembro, já descontados os efeitos sazonais –, há, de um lado, fatores pontuais, como os preços elevados dos combustíveis – que derrubaram novamente as vendas do setor – e a crise no ramo de livrarias, com fechamento…