Vendas no varejo crescem 2,3% em 2018

De acordo com a Pesquisa Mensal do Comércio (PMC) divulgada pelo IBGE hoje, o volume de vendas no Varejo restrito recuou 2,2% em dezembro na comparação mensal com ajuste sazonal. Em 2018 o indicador apresentou crescimento de 2,3% em relação a 2017.

Avaliando as séries na variação mensal (com ajuste sazonal), cinco das oito atividades pesquisadas registraram queda. Os recuos que mais influenciaram o resultado de dezembro ocorreram em Outros artigos de uso pessoal e doméstico (-13,1%), Móveis e eletrodomésticos (-5,1%) e Tecidos, vestuário e calçados (-3,7%). Devolvendo as altas expressivas que os mesmos registraram em novembro através das promoções da Black Friday.

No ano três das oito atividades do varejo apresentaram crescimento, Hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumos avançou 3,7%, acompanhado de Outros artigos de uso pessoal e doméstico (7,6%) e Artigos farmacêuticos, médicos e de perfumaria (5,9%). Por outro lado, 2018 registrou queda em Combustíveis e lubrificantes (-5,0%), Tecidos, vestuário e calçados (-1,5%), Móveis e eletrodomésticos (-1,3%) e Livros, jornais, revistas e papelaria (-14,7%). O setor de Equipamentos e material de escritório (0,1%) fechou o ano praticamente estável.

O Comércio Varejista Ampliado passou de 5,5% em novembro para 5,0% em dezembro na variação em 12 meses. Na comparação mensal (dados dessazonalizados) houve queda de 1,7% em relação a novembro.

A queda de dezembro ocorre após alta expressiva registrada no mês anterior, podendo estar associada as promoções da Black Friday de novembro, que contribuíram para antecipar as vendas de natal e impactar na sazonalidade do varejo no mês.

Em 2018 o indicador cresceu pelo segundo ano consecutivo, apresentando leve melhora após as quedas de 2015 e 2016. Contudo, o resultado do ano fica aquém do esperado, marcado pelo elevado nível de desocupação e fraca recuperação da renda. Para 2019, espera-se que com a situação financeira mais favorável das famílias e disposição dos bancos e financeiras a ofertar mais crédito, as vendas do varejo apresentem melhora no ritmo de crescimento, ainda que de forma gradual.

 


Buscar por período:

TAGS

Posts relacionados

Para BC, atividade econômica continua a apresentar queda na análise 12 meses, apesar do avanço mensal de 1,1%

Comentários:                                                                                                             …

Volume de Serviços avança 2,9% em agosto, mas acentua queda na análise em 12 meses

  Comentários:                                                                                                           …

IPCA avança 0,64% em setembro, sendo o maior resultado para um mês de setembro desde 2003

Comentários: De acordo com o IBGE, o IPCA registrou alta de 0,64% no mês de setembro. No 3° trimestre houve elevação em 1,24% e no ano o índice aponta alta de 1,34%. O resultado acumulado em 12 meses é de alta em 3,14% e o boletim Focus da última segunda-feira (05/10) mostra que a mediana…