As mulheres assumem cada vez mais protagonismo na área de tecnologia da informação e proteção de dados. Exemplo recente dessa movimentação no mercado é a contratação, pela Boa Vista, de Viviane Rico Menezes como nova DPO (Data Protection Officer) da companhia, que aplica inteligência analítica de ponta na transformação de informações para a tomada de decisões em concessão de crédito e negócios em geral.




A executiva chega com a missão de estabelecer a estratégia e as diretrizes de proteção de dados pessoais da Boa Vista, garantindo um ambiente ainda mais protegido. Entre as suas atribuições está o gerenciamento de atividades relacionadas ao atendimento de direitos dos titulares, garantir a conformidade da empresa em relação à privacidade, disseminar conhecimento a respeito do assunto, atender dúvidas ou reclamações de clientes e cooperar com a Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD).




Viviane é formada em Ciência da Computação, possui MBA em Gestão de Tecnologia e pós-graduação em Gerenciamento de Projetos. Possui certificações como a CDPO (Certified Data Protection Officer), CDPSE (Certified Data Privacy Solutions Engineer) e ISO 27001. A profissional acumula 17 anos de carreira, tendo atuado com cibersegurança em organizações como KPMG, Bunge e Hospital Israelita Albert Einstein – neste último, coordenou a implantação de iniciativas para adequação à Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).




“A chegada na Boa Vista é algo que me motiva muito, pois é uma companhia com grande capacidade de gerar soluções inovadoras por meio da inteligência analítica a partir de grandes bases de dados. Além de reforçar mecanismos de segurança da informação da empresa, pretendo contribuir gerando mais agilidade e eficiência à área”, afirma a executiva.