Dicas para ensinar a criança a poupar

O hábito de poupar tem de ser construído na criança a partir do momento em que ela passa a entender o valor do dinheiro e cabe aos pais estimularem as reflexões sobre o valor das coisas e do trabalho. Ao fazerem exercícios com os pequenos sobre como lidar com o dinheiro, os pais ajudam na formação de futuros adultos que saberão como manter a vida financeira equilibrada.

Por isso, confira algumas dicas da Boa Vista para começar a ensinar estas lições aos filhos, aproveitando a semana do Dia das Crianças:

Abordagem divertida

Os pais ou responsáveis devem usar formas divertidas de falar com as crianças sobre dinheiro e poupança. Uma boa opção é contar fábulas infantis, como “A Cigarra e a Formiga”, para explicar o quanto é importante ter uma reserva financeira para os momentos mais difíceis.

Presentear os pequenos com um cofrinho para guardar o dinheiro é uma boa dica. Os transparentes são mais interessantes, porque permitem que a criança visualize quanto já tem de dinheiro guardado.

De onde vem o dinheiro

As crianças não têm noção de onde vem o dinheiro. Para eles, basta passar o cartão ou pedir algo por um aplicativo e tudo está resolvido. Por isso, quando a criança começa a ter ideia do valor do dinheiro, é preciso explicar que os pais recebem um salário todo mês porque trabalharam por isso.

Objetivo de poupança

Poupar para um objetivo específico é mais estimulante do que poupar simplesmente para um dia que precisar. Então, os pais podem definir junto à criança qual será o objetivo da poupança, fazendo um cálculo de quanto precisará guardar e quanto tempo levará para ter o valor que possibilitará a compra do que deseja.

Se a criança tem mais de um desejo, é válido ter um cofrinho para cada sonho a ser realizado. Os pais podem ir marcando com ela, mês a mês, quanto tempo e quanto dinheiro ela ainda precisa colocar ali para comprar o que deseja.

Contar o dinheiro periodicamente mostra aos pequenos o quanto eles estão se esforçando para economizarem.

O que fazer com a mesada

Se os pais têm condições de oferecer uma mesada ao filho, é preciso definir com a criança o valor que ela receberá por semana ou mês e o que ela fará com aquele dinheiro. Esse planejamento ajuda a criança a se tornar financeiramente responsável.

Caro e barato

Um dos conceitos a ser ensinado às crianças é sobre o preço das coisas. Elas devem entender que mesmo produto pode ter preços diferentes. Se ela pesquisar, poderá fazer uma compra gastando menos dinheiro e, com isso, além de ter o que deseja, poderá guardar o que sobrou.

Ainda, o pequeno aprenderá que comprar por impulso não irá fazer bem ao seu bolso e dará mais valor ao que comprou.

O exemplo da família

Pouco adianta passar noções de poupança e educação financeira aos filhos se os pais compram tudo o que veem pela frente. Lembre-se que as crianças seguem o exemplo dos pais, portanto é preciso mostrar à criança que os pais também fazem seu dever de cada em relação às finanças.

Cartilha de Educação Financeira para crianças

Para auxiliar os pais na missão de ensinar às crianças a importância da poupança, a Boa Vista oferece, de maneira gratuita, uma cartilha de Educação Financeira infantil em seu site www.consumidorpositivo.com.br, com a qual a criança aprende, de maneira lúdica e divertida, diversas lições de economia.


Buscar por período:

TAGS

Posts relacionados

black friday

[PESQUISA] 86% dos empresários esperam vendas iguais ou maiores que as do ano passado nesta Black Friday

86% dos empresários brasileiros acreditam que as vendas da Black Friday 2019 serão iguais ou maiores que em 2018, de acordo com pesquisa realizada pela Boa Vista entre agosto e setembro, com mais de 800 empresários de todo o país. Questionados sobre o faturamento com a data em relação ao ano passado, 53% acreditam que…

recuperação de crédito

Recuperação de crédito do consumidor sobe 3% em outubro

O indicador de recuperação de crédito – obtido a partir da quantidade de exclusões dos registros de inadimplentes da base da Boa Vista – registrou avanço de 3% em outubro contra setembro, já descontados os efeitos sazonais. Na comparação com outubro de 2018, houve aumento de 2,9%. No ano, porém, o indicador acumula queda de…

SCPC Comunica: ações de cobrança ganham mais eficiência com o envio de comunicados digitais

Mesmo com a inadimplência do consumidor apresentando queda de 3,0% entre os meses de janeiro a outubro de 2019, na comparação com o mesmo período do ano passado, o não pagamento das dívidas é uma realidade para cerca de 60 milhões de brasileiros, segundo a Boa Vista. E sendo uma empresa que fornece informações com…