Vendas no varejo em fase de estagnação

Por José Valter Martins de Almeida, da RC Consultores

Indicador do Comércio divulgado pela Boa Vista, referente à maio, mostra que houve alta nas vendas reais no varejo de 0,9% na comparação interanual (mai13/mai12), mas a tendência em 12 meses segue desacelerando, atingindo 4,6% , contra 7,2% no registrado em maio de 2012. O resultado acumulado no ano contra o mesmo período do ano anterior foi de 1,9%, ante 2,2% registrado até abril.

Esses dados reforçam os da Pesquisa Mensal do Comércio – PMC – do IBGE que no mesmo período praticamente ficou estável em relação a abril. Embora ainda tenhamos uma expansão da massa real de rendimentos e um crescimento do crédito à pessoa física, o comprometimento elevado da renda familiar, inflação elevada e um ciclo de aumento de juros indica uma estagnação de vendas ao varejo. A RC Consultores estima que o volume de vendas do comércio varejista aumente 3,5% em 2013, contra um aumento de 8,4% em 2012.

Ed.226

Comentários

comentários

Posts relacionados

Inadimplência do consumidor cai 2,4% em novembro

A inadimplência do consumidor caiu 2,4% em novembro na avaliação mensal com ajuste sazonal, de acordo com dados nacionais da Boa Vista SCPC. Já nos valores acumulados em 12 meses (dezembro de 2016 até novembro de 2017 frente aos 12 meses antecedentes) houve retração 3,5%. Quando comparado o resultado contra o mesmo mês de 2016,…

Produção Industrial registra crescimento de 0,2% em outubro e 1,5% em 12 meses

Dados divulgados hoje pelo IBGE revelam que a Pesquisa Industrial Mensal (PIM) registrou crescimento de 0,2% em outubro, considerando a comparação mensal (série com ajuste sazonal). Considerando os últimos 12 meses, a recuperação ganhou mais consistência, uma vez que sua leitura foi de 0,4% para 1,5% entre os meses de setembro e outubro. Na comparação…

Cresce fatia dos que utilizarão o 13º salário para pagar contas de início de ano e poupar

  Dos mais de mil entrevistados pela Boa Vista SCPC, em sua pesquisa online sobre hábitos de consumo para o Natal e Fim de Ano, 75% dos respondentes afirmaram que receberão o 13º salário. Destes, 37% disseram que utilizarão a renda extra para quitar dívidas, o que representa uma queda de 19 pontos percentuais (p.p.)…