[BALANÇO] Vendas para o Dia das Mães recuam 41% em 2020

As vendas do comércio para o Dia das Mães recuaram 41% em 2020, em comparação a 2019, segundo levantamento da Boa Vista, com abrangência nacional.

Segunda data comemorativa mais importante do ano, perdendo apenas para o Natal, o Dia das Mães reforçou o cenário de vendas extremamente fracas no varejo devido às restrições impostas pela Covid-19. Em 2019 as vendas haviam subido 1,7%.

O fechamento de boa parte do comércio relevante para a data, como lojas de vestuário, cosméticos, eletrodomésticos, móveis e eletroeletrônicos e a restrição à circulação de pessoas, limitaram demasiadamente as possibilidades de compra dos consumidores.

Para o economista da Boa Vista, Flávio Calife, a alternativa do comércio on-line reduz parte das perdas, mas não é suficiente para compensar as fortes quedas das lojas físicas.

O gráfico abaixo mostra os últimos resultados na comparação com o ano anterior.

Metodologia

O cálculo do volume de vendas para esta data foi baseado em uma amostra das consultas de CPF realizadas no banco de dados da Boa Vista, o SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito, com abrangência nacional. Para esta data foram consideradas as consultas realizadas no período de 4 a 10 de maio de 2020, comparadas às consultas realizadas entre 6 a 12 de maio de 2019.


Buscar por período:

TAGS

Posts relacionados

Pedidos de seguro-desemprego recuam 32% em junho na comparação mensal

O Ministério da Economia divulgou ontem os dados referentes ao movimento dos pedidos de seguro-desemprego. Em junho, o número de requerimentos ao seguro–desemprego foi 32% menor em relação ao mês anterior, contabilizando cerca de 653.160 pedidos na modalidade trabalhador formal. Já na comparação com junho do ano passado houve alta de 28,4%, registrando o quarto…

IPCA avança 0,26% em junho, após dois meses de deflação

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA)[1] avançou 0,26% no mês de junho. No acumulado em 12 meses houve evolução para 2,13%, 0,25 p.p. acima da variação observada em maio.  Com esse resultado, o indicador acumulou baixa de 0,11% no ano. O grupo Alimentação e bebidas (0,38%) foi o que registrou maior impacto…

Volume de serviços recua 0,9% em maio

Segundo a Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) do IBGE divulgada hoje, o volume do setor de serviços recuo 0,9% na comparação com o mês anterior (dados dessazonalizados). Em relação ao mesmo mês do ano anterior, o indicador contraiu 19,4%. Com isto, o setor acumula baixa de 2,7% na análise em 12 meses. Nos resultados mensais…