Número de novas empresas cai 3,8% no 2º trimestre

No 2º trimestre de 2017 o número de novas empresas caiu 3,8% em relação ao trimestre anterior, segundo levantamento da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), com abrangência nacional. Assim, o resultado configura a primeira queda para esse trimestre desde o início da série histórica (2003). Ainda assim, os valores acumulados no semestre mantiveram números positivos, porém desacelerando 2 p.p. – passaram de um nível de 8,3% para atuais 6,3%.

abertura1

Forma jurídica

Na classificação por forma jurídica, a variação acumulada no ano (semestre) mostrou que as MEIs (Microempreendedor Individual) continuam com papel de destaque, crescendo 11,3% frente ao mesmo período do ano anterior, enquanto as Microempresas (MEs) apresentaram pequena alta de 1,0%. Já os demais tipos de empresa caíram 23,4%, mantida a base de comparação.
Na análise interanual (2° tri de 2017 frente ao 2º tri de 2016), as MEIs aumentaram 10,3%, enquanto as MEs caíram 3,4%. As demais formas jurídicas recuaram 26,6%, respectivamente. Já em termos de composição jurídica, no resultado acumulado do ano as MEIs representam 76,8%, enquanto as MEs participam com 16,4% do total. Já as demais categorias de empresas correspondem a um percentual de 6,9% dos casos.

abertura2

Setores

Quando analisada a composição das novas empresas por setores, o levantamento mostrou que o setor de Serviços perdeu um pouco da representatividade, passando de 56,3% no acumulado do 1º semestre de 2016 para atuais 56,0%. O Comércio, por sua vez, voltou a ganhar espaço, ao passar de 32,8% para 34,7% do total. Já o setor Industrial também diminuiu sua participação, passando de 10,3% para 8,6% no período, enquanto o setor Rural cresceu timidamente, 0,1 p.p., com atuais 0,7% do total de empresas.

abertura3

Regiões

As regiões Centro-Oeste e Sul foram as que mais obtiveram crescimento no número de novas empresas no 1º semestre. Em comparação com mesmo período de 2016, as regiões registraram alta de 11,2% e 9,8% respectivamente, conforme gráfico 4. As demais regiões apresentaram menores elevações no período: Norte (9,3%), Nordeste (2,2%) e Sudeste (5,4%).

abertura4

Metodologia

O levantamento foi realizado pela Boa Vista SCPC a partir das novas empresas registradas na Receita Federal, considerando todo o território nacional.

Comentários

comentários

Posts relacionados

Movimento do Comércio sobe 0,4% em outubro

O Indicador Movimento do Comércio, que acompanha o desempenho das vendas no varejo em todo o Brasil, subiu 0,4% em outubro quando comparado a setembro na análise com ajuste sazonal, de acordo com os dados apurados pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Na avaliação acumulada em 12 meses (novembro de 2016…

34% dos consumidores dizem não ter controle dos ganhos e gastos

Para investigar os hábitos sobre controle orçamentário e fontes de informações sobre o tema, a Boa Vista SCPC realizou uma pesquisa inédita com aproximadamente 1200 consumidores, de todo o Brasil, e constatou que 34% dos entrevistados não controlam o quanto ganham e gastam no mês. Realizada entre os meses de maio e julho, a pesquisa…

Percentual de cheques devolvidos atinge 1,70% em outubro

O número de cheques devolvidos (segunda devolução por falta de fundos) como proporção do total de cheques movimentados[1] foi de 1,70% em outubro, registrando considerável redução em relação ao mesmo mês do ano anterior (-0,76 p.p.). Na comparação mensal, o percentual de cheques devolvidos sobre movimentados diminuiu frente ao mês de setembro (quando o nível…