Pedidos de falência registram queda de 7,3% em 2014, diz Boa Vista SCPC

Os pedidos de falências registraram queda de 7,3% no acumulado de 2014 comparado ao mesmo período de 2013, de acordo com dados da Boa Vista SCPC, com abrangência nacional. Na comparação mensal, os pedidos aumentaram 28,8% e em relação ao mesmo mês do ano anterior foram 14,1% menor.

Após um longo período em desaceleração, as falências decretadas passaram a apresentar queda de 0,2% nos sete primeiros meses de 2014 em relação ao período equivalente de 2013. Na comparação interanual, o recuo foi de 27,5%, enquanto que em relação ao mês anterior os decretos subiram 13,8%.

No acumulado do ano, contra o mesmo período de 2013, os pedidos de recuperação judicial cresceram 7,9% e as recuperações judiciais deferidas diminuíram 8,7%. A tabela 1 resume os dados.

falencia1

Apesar do cenário econômico ainda não apresentar sinais de recuperação para este ano, os pedidos de falência continuam menores quando comparados ao mesmo período do ano anterior, ainda refletindo as melhores condições do mercado de trabalho e menores taxas de inadimplência vistas em 2013. As falências decretadas seguem em tendência de queda, respondendo à redução dos pedidos de falência.

Essa melhora na solvência das empresas não deve persistir até o fim do ano, dada a redução do crescimento da atividade econômica nos últimos períodos. Assim, acreditamos que os pedidos de falência encerrem o ano com números mais próximos aos de 2013.

Metodologia

O indicador de falências e recuperações judiciais é construído com base na apuração de dados mensais de ocorrências (requerimentos e decretações) registrados na base de dados da Boa Vista SCPC, oriundas dos fóruns, varas de falências e dos Diários Oficiais e de Justiça dos estados.

A série histórica deste indicador encontra-se no site em:
http://www.boavistaservicos.com.br/economia/falencias-e-recuperacoes-judiciais/


Buscar por período:

TAGS

Posts relacionados

Confiança do Consumidor volta a apresentar queda, interrompendo cinco meses de avanço

Comentários:                                                                                                          Segundo a Fundação Getúlio Vargas, o Índice de Confiança do Consumidor (ICC) atingiu 82,4 pontos em outubro recuando 1,2% contra setembro, na série livre de influências sazonais. O Índice de Situação Atual (ISA) apresentou baixa de 0,3%, enquanto o de Expectativas (IE) caiu 1,4% nesta mesma base de comparação. Em relação ao mesmo…

Para BC, atividade econômica continua a apresentar queda na análise 12 meses, apesar do avanço mensal de 1,1%

Comentários:                                                                                                             …

Volume de Serviços avança 2,9% em agosto, mas acentua queda na análise em 12 meses

  Comentários:                                                                                                           …