Movimento do comércio cai 1,6% no 1º semestre de 2015, diz Boa Vista SCPC

O movimento do comércio varejista em todo o país caiu 1,6% no 1º semestre de 2015, na comparação com o mesmo período de 2014, de acordo com dados da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Na análise interanual (junho/15 contra junho/14), o indicador caiu 1,8%, e na comparação mensal (junho/15 contra maio/15) a queda foi de 0,7%, na série de dados ajustados sazonalmente.

Na variação de longo prazo, acumulada em 12 meses (julho/14 a junho/15 contra os 12 meses antecedentes) o indicador ainda apresenta elevação de 0,4%, mas desacelerou 0,3 p.p. em relação a maio/15, mantida a base de comparação.

mov1

O indicador continua apresentando desaceleração em sua tendência de longo prazo, fato observado desde meados do segundo semestre de 2014 – acompanhando o resultado oficial para o setor varejista medido pelo IBGE. Para 2015, fatores macroeconômicos como elevação dos juros, piora do mercado de trabalho, aumento de tributos e inflação em patamar elevado continuarão afetando de forma intensa a confiança e o poder de compra do consumidor.

Setores

Dentre os principais setores, o de “Móveis e Eletrodomésticos” apresentou queda de 3,4% em junho/15, na variação mensal, descontados os efeitos sazonais. No acumulado em 12 meses, sem ajuste sazonal, houve queda de 0,5%.

A categoria de “Tecidos, Vestuários e Calçados” caiu 1,1%, expurgados os efeitos sazonais. No acumulado em 12 meses, sem ajuste sazonal, houve alta de 1,3%.

A atividade do setor de “Supermercados, Alimentos e Bebidas” foi a única que apresentou aumento, de 1,1% em junho/15, na série dessazonalizada. Na série sem ajuste sazonal, no acumulado em 12 meses, houve elevação de 1,0%.

O segmento de “Combustíveis e Lubrificantes” ficou estável em junho/15 – considerando dados dessazonalizados. Na série sem ajuste por sazonalidade, a tendência de longo prazo (dados acumulados em 12 meses) apresentou elevação de 1,6%.

Abaixo, a tabela contemplando os valores citados acima.

 

Indicador de Movimento do Comércio

 

Jun15/Mai15*

Jun15/Jun14

Acum 15/14

12 meses

Móveis e eletrodomésticos

-3,4%

-6,4%

-2,3%

-0,5%

Tecidos, vestuários e calçados

-1,1%

-2,0%

-3,6%

1,3%

Supermercado, alimentos e bebidas

1,1%

-0,9%

-0,8%

1,0%

Combustíveis e lubrificantes

0,0%

-1,0%

-2,0%

1,6%

Outros artigos do varejo

-2,2%

8,6%

-1,9%

-3,1%

Varejo

-0,7%

-1,8%

-1,6%

0,4%

*Séries dessazonalizadas
Fonte: Boa Vista SCPC

Metodologia

O indicador Movimento do Comércio é elaborado a partir da quantidade de consultas à base de dados da Boa Vista, por empresas do setor varejista. As séries têm como ano base a média de 2011 = 100, e passam por ajuste sazonal para avaliação da variação mensal. A partir de janeiro de 2014, houve atualização dos fatores sazonais e reelaboração das séries dessazonalizadas, utilizando o filtro sazonal X-12 ARIMA, disponibilizado pelo US Census Bureau.

A série histórica do indicador está disponível em: http://www.boavistaservicos.com.br/economia/movimento-comercio/

Comentários

comentários

Posts relacionados

34% dos consumidores dizem não ter controle dos ganhos e gastos

Para investigar os hábitos sobre controle orçamentário e fontes de informações sobre o tema, a Boa Vista SCPC realizou uma pesquisa inédita com aproximadamente 1200 consumidores, de todo o Brasil, e constatou que 34% dos entrevistados não controlam o quanto ganham e gastam no mês. Realizada entre os meses de maio e julho, a pesquisa…

Percentual de cheques devolvidos atinge 1,70% em outubro

O número de cheques devolvidos (segunda devolução por falta de fundos) como proporção do total de cheques movimentados[1] foi de 1,70% em outubro, registrando considerável redução em relação ao mesmo mês do ano anterior (-0,76 p.p.). Na comparação mensal, o percentual de cheques devolvidos sobre movimentados diminuiu frente ao mês de setembro (quando o nível…

Vendas no varejo crescem 0,5% em setembro e caem 0,6% no acumulado 12 meses

De acordo com a Pesquisa Mensal do Comércio (PMC) divulgada pelo IBGE, o volume de vendas no Varejo restrito subiu 0,5% em setembro na comparação mensal (com ajuste sazonal), enquanto na variação acumulada em 12 meses, a trajetória do indicador apresentou melhora de 1 p.p. em relação ao mês anterior, apresentando retração de apenas 0,6%….