Desempenho do varejo em 2014

Por Yan Cattani, economista da Área de Indicadores e Estudos Econômicos da Boa Vista SCPC       

O indicador de Movimento do Comércio da Boa Vista SCPC vem se mostrando como mais uma opção para analisar a atividade varejista no país. Elaborado a partir da quantidade de consultas à nossa base de dados por empresas do setor varejista, tem o objetivo de fornecer gratuitamente ao mercado tendências sobre o comércio, de modo a enriquecer as análises sobre a conjuntura econômica. Neste sentido, nos últimos meses, sua aderência à Pesquisa Mensal do Comércio (PMC) do IBGE, principal referência do mercado, tem auxiliado análises sobre o ramo, um dos principais benefícios evidenciados por especialistas.

Ao avaliarmos o resultado acumulado em 12 meses* do indicador do Movimento do Comércio da Boa Vista referente a maio (alta de 3,9%), observou-se praticamente manutenção do crescimento registrado no mês anterior, mantida a base de comparação (quando registrara alta de 3,8%). Para o indicador do IBGE, a variação contabilizada em abril e maio foi de 4,9% para ambos os meses, ou seja, manteve-se com a mesma magnitude durante o período.

Mantida a base de comparação (análise do acumulado em 12 meses), a categoria de Móveis e Eletrodomésticos da Boa Vista obteve alta de 5,8% em maio, idêntico crescimento ao acumulado pela categoria similar do indicador do IBGE. Ainda no mesmo tipo de análise, em maio o segmento de Tecidos, Vestuários e Calçados da Boa Vista obteve resultado muito próximo à correspondente categoria do IBGE, sendo a variação do indicador da Boa Vista de 1,8% enquanto a oscilação do indicador oficial brasileiro foi de 1,7%. Os valores comparados entre o indicador do IBGE e os da Boa Vista podem ser consultados na tabela abaixo:

tabela1

O mesmo paralelo entre os dados da Boa Vista pode ser traçado com outros indicadores do mercado. Por exemplo, para a categoria de Supermercado, Alimentos e Bebidas (nomenclatura do indicador da Boa Vista SCPC) houve queda de 1,2% na comparação com ajuste sazonal de junho contra maio. Tal número foi muito próximo ao indicador antecedente da Associação Brasileira de Supermercados, ABRAS, que registrou uma diminuição real das vendas de 1,4% em igual período.

Ainda sobre o mesmo período de análise, o indicador da ABPO (Associação Brasileira de Papel Ondulado) e o da Fecomércio (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo) indicam queda na análise mensal (dessazonalizada), mesma direção do resultado agregado do indicador da Boa Vista, inferindo assim uma possível queda para o varejo em junho 2014. Enquanto a ABPO apontava uma contração de 2,7% no mês de junho em comparação a maio, o indicador de Confiança do Consumidor da Fecomércio apresentou mudança de 116 para 113 pontos nesse mesmo período. Já a Boa Vista SCPC prevê queda de apenas 0,1% na análise dessazonalizada. Os resultados** para as demais categorias podem ser visualizados na tabela abaixo:

tabela2

A despeito das divergências entre os diversos indicadores existentes no mercado, sejam elas pela metodologia, pelos ajustes estatísticos, entre outros fatores, ressaltamos que os números da Boa vista vêm sendo corroborados pelo indicador oficial do IBGE, a PMC, mostrando-se satisfatórios para as análises de tendência do varejo. Assim, contemplando os resultados obtidos na última divulgação do indicador do Movimento do Comércio (resultado de junho de 2014) e também as expectativas para o cenário macroeconômico, esperamos que o desempenho da atividade varejista para o ano seja ainda positiva, entre 3% e 4%, patamar próximo ao obtido em 2013, quando cresceu 4,3%.

* Avaliação acumulada em 12 meses: trata-se do cálculo de retorno do valor acumulado dos índices nos últimos doze meses contra o valor acumulado nos 12 meses anteriores a este período. Por exemplo, o acumulado em 12 meses de maio de 14 é o período que abrange desde junho de 2013 até maio de 2014 contra mesmo período um ano antes, isto é, de junho de 2012 até maio de 2013.

** A série histórica para o indicador do Movimento do Comércio da Boa Vista SCPC pode ser acessado no seguinte link: http://www.boavistaservicos.com.br/economia/movimento-comercio/

*** Dados com ajuste sazonal

Posts relacionados

Dívida com cartão de crédito e boleto levam paulistano a mutirão de renegociação de dívidas

A maioria (60%) dos consumidores que compareceu ao mutirão “Acertando suas Contas”, da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), na cidade de São Paulo, com a intenção de negociar suas dúvidas, buscou a renegociação do débito causado pelo cartão de crédito. A constatação é de levantamento realizado no próprio local pela Boa…

MUTIRÃO ACERTANDO SUAS CONTAS

AVISO DE PAUTA A Boa Vista SCPC inicia na próxima sexta-feira, dia 25 de novembro, mais uma edição do seu já tradicional mutirão de renegociações de dívidas aqui na capital paulista. Até 3 de dezembro, ininterruptamente, o mutirão “Acertando suas Contas” permitirá que consumidores que estão com contas em atraso encontrem em um ambiente mais…

Percentual de cheques devolvidos sobre movimentados atinge 2,30% no acumulado do ano, segundo Boa Vista SCPC

O número de cheques devolvidos (segunda devolução por falta de fundos) como proporção do total de cheques movimentados atingiu 2,30% no acumulado de janeiro a outubro, registrando o pior resultado da série histórica, iniciada em 2006. No acumulado do ano, os cheques devolvidos recuaram 7,8% em relação ao mesmo período do ano anterior. Tanto os…